Covid-19: ter cuidados redobrados com idosos é essencial

Covid-19: ter cuidados redobrados com idosos é essencial

27/03/2020

Isolamento social e rotina regular de higiene e limpeza podem salvar vidas; só devem sair de casa e buscar atendimento médico aqueles com sintomas graves, como febre alta e dificuldade para respirar.Em meio a todas incertezas em torno da pandemia pelo novo Coronavírus, um fato é consenso entre os especialistas do mundo todo: a letalidade da Covid-19 é mais alta entre pessoas idosas. Até o início do mês de março, entre os casos confirmados na China, quase 15% dos pacientes com mais de 80 anos morreram. Na faixa daqueles com menos de 50 anos essa taxa fica bem abaixo de 1%. Os cuidados devem ser redobrados ainda em idosos que possuem problemas de saúde como hipertensão, diabetes, doenças coronarianas e respiratórias. “O diabetes dificulta o combate da infecção e as doenças pulmonares ou cardíacas também dificultam a reação desses órgãos diante de uma infecção grave como é a Covid-19”, diz o infectologista da Clinipam, Rafael Mialski. O Ministério da Saúde recomenda isolamento social completo para pessoas com mais de 60 anos. Prevenir é o melhor remédio para evitar que esse público adoeça gravemente, com risco de morte, mesmo que seu estado de saúde geral seja bom.Confira as recomendações da Clinipam para os idosos intensificarem os cuidados e passarem longe da Covid-19: - A distância salva: manter-se longe dos familiares doentes – inclusive dos filhos e netos – é fundamental. - Evite sair até em situações urgentes como compra de alimentos ou remédios. Peça ajuda às pessoas próximas ou peça a entrega das mercadorias via delivery. - Mantenha uma rotina regular de limpeza das mãos com produtos de higiene à base de álcool ou água e sabão — especialmente antes de comer e após ir ao banheiro, quando tocar superfícies ou objetos ou se aproximar de outras pessoas.- Sempre que tossir ou espirrar, use a parte interna do cotovelo dobrada sobre a boca para cobri-la. Evite tocar regiões como olhos, nariz e boca.- Caso se sinta mal, mantenha-se em casa. Procure atendimento médico apenas de se apresentar sintomas graves como febre alta e dificuldade para respirar.

Março roxo: data incentiva debate sobre a epilepsia

Março roxo: data incentiva debate sobre a epilepsia

26/03/2020

Distúrbio neurológico não é contagioso, provoca crises convulsivas e afeta 2% da população brasileira; doença tem tratamento e pode ser curadaEm 26 de março acontece no mundo inteiro o Dia Mundial da Conscientização da Epilepsia. A data foi criada em 2008 pela canadense de nove anos Cassidy Megan, numa parceira com a Associação de Epilepsia da Nova Escócia (EANS). A intenção é mobilizar as pessoas para aumentar a consciência sobre a doença, que afeta cerca de 1% da população em todo o mundo e que acomete 2% entre os brasileiros, segundo a Liga Brasileira de Epilepsia. A canadense que criou essa iniciativa escolheu o tom roxo, que representa o isolamento vivido por muitas pessoas que têm esse distúrbio.De acordo com o médico de família da Clinipam, Julierme Mellinger (CRM 19531), a epilepsia é causada por uma tempestade elétrica no cérebro. “Esses desequilíbrios elétricos no córtex central podem causar diversos sintomas, dependendo da parte do cérebro em que ocorrem esses panes. Entre eles, podemos citar: alteração no nível de consciência; alteração no padrão de respiração; movimentos descoordenados em partes do corpo, como rigidez ou perda de força; os olhos podem apresentar movimentos involuntários; e também pode haver perda do controle dos esfincteres urinários e de evacuação”, explica Mellinger.Ele acrescenta que, no diagnóstico do distúrbio, é importante caracterizar a convulsão que a pessoa teve para avaliar se aquela crise é uma epilepsia ou se a síndrome convulsiva deriva de outro problema de saúde. “A partir daí, é necessário solicitar exames de sangue, tomografia e ressonância. Esses procedimentos vão contribuir para fazer a confirmação da epilepsia e, sobretudo, fazer a exclusão de algumas hipóteses diagnósticas”, esclarece. Alguns tipos específicos de epilepsia podem ser associados a uma pré-disposição genética. “No entanto, essa pré-disposição não indicada que determinado paciente terá a epilepsia porque essa doença também está relacionada a fatores ambientais”, alerta o médico. A boa notícia é que a doença pode ser tratada e os pacientes podem até alcançar a cura. O tratamento é feito com medicamentos anticonvulsivantes, que podem evitar as crises convulsivas. “Segundo a literatura, se um paciente ficar cinco anos sem crises, a medicação pode ser suspensa. Nesses casos, esses doentes são considerados curados. Ainda há possibilidade de tratamento cirúrgico para casos refratários”, relata Jullierme Mellinger. É importante lembrar que a epilepsia é uma doença neurológica e, portanto, não contagiosa. A informação ainda é o melhor remédio para combater os estigmas e preconceitos em torno dos pacientes que sofrem com esse distúrbio. Essas pessoas merecem ser tratadas com muito respeito, porque já enfrentam uma grande adversidade, que é lidar com as crises convulsivas em meio à rotina de trabalho ou estudo (no caso das crianças). Os pacientes com epilepsia podem levar uma vida normal, desde que adotem alguns cuidados, como salienta o médico de família da Clinipam. “É necessário que eles façam uso da medicação corretamente. Além disso, devem ter cuidado com a sua própria segurança e com aqueles que estão ao redor. Não é aconselhável dirigir, trabalhar em lugares com altura elevada ou em funções em que não é possível passar por momentos de ausência neurológica, ou seja, a perda de consciência, fator que pode colocar a vida do paciente e dos outros em risco”, orienta. Veja no quadro abaixo como você pode ajudar um paciente com crise convulsiva:

Perguntas e Respostas sobre o Coronavírus

Perguntas e Respostas sobre o Coronavírus

24/03/2020

Com escalada do novo Coronavírus no Brasil, inclusive em estados como o Paraná e Santa Catarina (áreas de cobertura da Clinipam), a operadora está alertando seus pacientes para que mantenham a tranquilidade e sigam nossas orientações à risca, para evitar a disseminação do vírus e garantir o bem-estar do maior número de pessoas possível. Preparamos uma cartilha, que pode ser baixada por meio do link, que será atualizada constantemente, de acordo com os possíveis avanços da doença no Brasil. Nesse material, você será informado sobre as formas de prevenção, como é feito o contágio, quais são os tratamentos para a Covid-19, além de como os clientes da Clinipam devem agir se apresentarem os sintomas da infecção pelo novo Coronavírus. Esclarecemos que a doença causada pelo novo Coronavírus é a Covid-19, cujos sintomas se confundem com o de uma gripe ou resfriado comum: - Febre;- Coriza;- Tosse seca;- Dor de garganta;- Dificuldade para respirar. Grande parte dos doentes enfrentam uma infecção respiratória branda e de curta duração, totalmente tratável e curável. A gravidade da Covid-19 não está somente relacionada a complicações ou ao elevado risco de morte, mas sim à rapidez da sua disseminação e, consequentemente, o grande número de infectados simultaneamente, saturando o sistema de saúde. Se todas as pessoas que sentirem os sintomas gripais correrem para os hospitais e unidades médicas, haverá uma sobrecarga no sistema de saúde – público e privado -, que não dará conta de prestar o atendimento adequado a todos os pacientes. Além disso, a aglomeração de pessoas em espaços fechados, como os pronto-socorros e consultórios, favorece a disseminação do vírus. A consequência é clara: aqueles pacientes que estão passando por um quadro de gripe comum estarão expostos ao novo Coronavírus. Por isso, alertamos nossos beneficiários que, ao sentirem os sintomas de gripe ou resfriado, permaneçam em suas casas, conforme a recomendação das autoridades de saúde e sanitárias. Antes de se direcionar às unidades próprias e hospitais, nosso beneficiário pode tirar dúvidas pelo aplicativo Dr. Clinipam, 24h por dia, de segunda a segunda. Nossa equipe está preparada para passar as orientações necessárias sobre como devem proceder esses pacientes. O aplicativo pode ser baixado na App Store ou na Play Store. A seguir, apresentamos um guia de perguntas e respostas para esclarecer as dúvidas mais frequentes da população em geral acerca da Covid-19. O que é? De acordo com as definições do Ministério da Saúde, o Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias, que variam do resfriado comum à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS). O novo agente do Coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. A maioria das pessoas se infecta com os Coronavírus comuns ao longo da vida. Quais são os primeiros sintomas? Febre alta, tosse seca persistente e dificuldade em respirar. Quais as formas de contágio? O contágio ocorre, principalmente, por meio de secreções de pessoas infectadas, como as gotículas na tosse ou espirro, além de contato com as mãos ou contato prolongado com os portadores do vírus. Por isso, é fundamental adotar algumas medidas na convivência diária, no núcleo familiar, no ambiente de trabalho e em outros locais onde haja fluxo de pessoas, para a prevenção do contágio: - Cubra o rosto ao tossir e espirrar, mas sem utilizar as mãos. Prefira lenço descartável ou o antebraço para proteger o nariz e a boca. - Higienize as mãos com frequência, esfregando os dois lados das mãos (palma e dorso), a ponta dos dedos, os polegares e os pulsos, utilizando água e sabão ou álcool gel.- Deixe os ambientes bem arejados e abra as janelas.- Não compartilhe objetos pessoais como talheres, pratos, copos, garrafas, entre outros. Qual o tempo de incubação do novo Coronavírus? O tempo de incubação corresponde ao intervalo de tempo em que a pessoa recebeu o vírus até apresentar os sintomas, que pode variar de 4 a 6 dias. No entanto, há indivíduos que podem demorar até 14 dias para sentir os primeiros desconfortos da infecção pelo novo Coronavírus. Por isso, esse é o período estabelecido para a quarentena (isolamento). Se dentro desses 14 dias os sintomas não aparecerem, significa que o vírus não foi contraído por aquela pessoa. Quem deve fazer o exame para testar a Covid-19? Durante a avaliação médica, será analisada a necessidade de fazer o exame que testa a doença Covid-19. Como o exame é feito?Por se tratar de uma infecção respiratória, o diagnóstico da doença é feito a partir de uma amostra (swab) de orofaringe e nasofaringe (garganta e nariz) obtido com uma haste flexível. Como tratar a doença? Não existem vacinas e medicamentos desenvolvidos especificamente para tratar os sintomas da Covid-19. Os remédios prescritos são analgésicos e antitérmicos para aliviar o desconforto. Também é importante fazer repouso, ingerir bastante líquido e alimentar-se de forma saudável. Só serão internados pacientes que apresentarem quadro de pneumonia, insuficiência respiratória ou sinais de infecção generalizada. Qual a diferença entre transmissão local ou transmissão comunitária ou sustentada? A transmissão é local quando o paciente com a Covid-19 esteve em um País com registro da doença. Neste caso, a doença foi contraída por meio de contato com outra pessoa infectada fora do seu País de origem. Por isso é chamada também de transmissão importada. Foi desta forma que a Covid-19 chegou ao Brasil. Neste caso, é possível identificar o paciente responsável por trazer a infecção de fora e contaminar outra pessoa já no Brasil. A transmissão sustentada ou comunitária ocorre quando uma pessoa que não esteve em nenhum País com registro da doença é infectada por outra pessoa que também não viajou. Foi esta a forma de disseminação da Covid-19 predominante na China, Coreia do Sul e Itália, atualmente também presente em todo o Brasil.Quais os grupos mais vulneráveis à doença e suas complicações, que podem levar a óbito? Idosos, diabéticos, hipertensos, portadores de insuficiência renal crônica e de doença respiratória crônica. Quais são os riscos para gestantes, lactantes e crianças? Esse público não apresentou gravidade na evolução da Covid-19. No entanto, recomenda-se às mulheres grávidas que não frequentem local de grande circulação. As crianças podem repassar o vírus para os mais velhos e portadores de doenças como diabetes, que reagem mal às infecções, daí a importância da suspensão das aulas. Ainda não há estudos que indicam a contaminação pelo novo Coronavírus via leite materno. Qual a letalidade do Coronavírus? Se comparada à letalidade do H1N1, que é muito baixa, ao redor de 0,1 a 0,2%, a média de letalidade da Covid-19 é maior. Até o dia 12 de março, a taxa média de letalidade na China era de 3,9% e, em outros países de 3,2%. A variação entre países pode ir de 0% a 6,6%, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). O vírus até agora mata mais que o da gripe Influenza, mas menos do que o de outros integrantes da família Coronavírus (Sars e Mers).  Quem deve usar máscara? Apenas as pessoas que estão contaminadas, para evitar a disseminação do vírus, se forem ficar perto de outras pessoas. Integrantes de equipes de saúde ou cuidadores e familiares que terão contato muito próximo com os infectados também devem utilizar a máscara. Qual a orientação para os funcionários das empresas? A adoção do trabalho remoto – conhecido como home office - é uma medida de segurança. Caso não seja possível, as empresas devem adotar as seguintes medidas:- Colaboradores que tiveram contato com portadores/suspeitos de contaminação devem ficar em quarentena. - Isolar, imediatamente, colaboradores que apresentarem sintomas de resfriado ou gripe.- Funcionários doentes, principalmente com febre alta, devem ficar em casa. - Intensificar a limpeza dos ambientes com água, sabão e desinfetante. As superfícies tocadas (como maçanetas, estações de trabalho, controles remotos, teclados, mouse) devem ser limpas com mais frequência. As empresas devem fornecer lenços e álcool para limpeza próximos a essas superfícies.- Propor horários alternativos para os funcionários que usam transporte público, para que diminua o risco de exposição ao vírus em horários de pico. - Fornecer lenços, álcool gel e sabão no maior número possível de locais dentro dos escritórios e fábricas. - Orientar os funcionários quanto às formas de transmissão e precaução contra o novo Coronavírus.- Ensinar o procedimento de tosse e espirro: cobrindo a boca com a parte interna do cotovelo e orientar a equipe a sempre higienizar as mãos com álcool 60-95% ou água e sabão por pelo menos 20 segundos.- Manter a distância de 2 metros de pessoas que estiverem espirrando ou tossindo.

Coronavírus: atendimento no Paraná

Coronavírus: atendimento no Paraná

19/03/2020

A Clinipam segue o posicionamento deliberado pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde do Paraná, no que tangem às medidas coletivas de prevenção do Coronavírus.A seguir, veja as orientações sobre:- Consultas de urgência e emergência;- Consultas eletivas;- Consultas de urgência/emergência e pré-natal de gestantes;- Consultas pediátricas;- Funcionamento do Laboratório Bom Jesus.Consultas de urgência e emergência- Pacientes com sintomas da Covid-19, como falta de ar e febre persistente acima de 37,8 °C, devem se direcionar ao Centro Clínico Boqueirão (todos os dias, das 7h às 23h) ou ao Hospital Ônix Mateus Leme (24h). Crianças com suspeita da doença devem ser encaminhadas ao PAMI (24h);- Beneficiários com dúvidas sobre o Coronavírus ou outros sintomas/doenças, também podem utilizar o aplicativo Dr. Clinipam. Nele, uma equipe multidisciplinar tira dúvidas e dá orientações de saúde todos os dias, 24h;- Para consultas de urgência/emergência 24h, busque:Hospital Ônix Mateus Leme (24h): plantão clínico e ortopédico adulto;PAMI (24h): plantão clínico e ortopédico* infantil;Centro Clínico Pinheirinho (24h): plantão clínico adulto e infantil.* O plantão ortopédico infantil no PAMI funciona de segunda a sexta, das 8h às 20h. Fora desse horário, vá ao Hospital Ônix Mateus Leme.Cirurgias e consultas eletivas- Todos os Centros Clínicos de Curitiba e região estão abertos, com atendimento médico via Telemedicina e presencial. Veja os horários de atendimento e especialidades aqui. Agende sua consulta pela Central de Atendimento — (41) 3021-3001, pelo WhatsApp ou pelo aplicativo Clinipam (baixe para Android ou iOS).- Pelo aplicativo Dr. Clinipam também é possível obter orientação médicas para as mais diversas queixas de saúde, além de tirar dúvida sobre sintomas e medicamentos. Nas consultas pelo app não são cobradas coparticipação;- O Centro Clínico de Psicologia segue com atendimento no horário normal (segunda a sexta, das 8h às 20h), com todas consultas realizadas de forma online via telemedicina. O contato com a unidade está sendo feito exclusivamente pelo WhatsApp no número (41) 9 9922-6179;- Há médicos plantonistas para consultas sem agendamento nos centros clínicos: Pinhais, São José dos Pinhais, Pinheirinho, Boqueirão e Centro. Nessas unidades os beneficiários conseguirão atendimento dentro do horário de funcionamento por ordem de chegada.Clique aqui e saiba mais sobre as modalidade de Telemedicina da ClinipamConsultas e acompanhamento de gestantes- As visitas de rotina para apoio e auxílio do aleitamento materno na Maternidade Nossa Senhora de Fátima estão temporariamente suspensas. Entre em contato com o Gestante Bem Cuidada para participar dos grupos online: (41) 98858-5739 ou gestantebemcuidada@clinipam.com.br;- Para as consultas de pré-natal, orientamos que a gestante seja acompanhada apenas por uma pessoa, preferencialmente alguém que não seja do grupo de risco.- Em casos de emergências ginecológicas e/ou obstétricas, busque o Centro Clínico Ginecológico e Obstétrico 24 horas, situado na Av. Visconde de Guarapuava, 3077, Centro;- Gestantes que sentirem sintomas de gripe, como tosse, coriza e febre, devem se encaminhar Centro Clínico Boqueirão ou ao Hospital Ônix Mateus Leme.Consultas pediátricas- O Centro Clínico da Criança está realizando consultas por telemedicina, sendo necessária a orientação do médico para consulta presencial.- Seguindo as orientações do Ministério da Saúde e do CRM-PR, informamos que as crianças que necessitarem de consulta de urgência/emergência no PAMI (Pronto Atendimento Médico Infantil da Clinipam) deverão ser acompanhadas apenas por uma pessoa, preferencialmente alguém que não pertença ao grupo de risco do Coronavírus.O endereço do PAMI é Rua Vicente Machado, 2340. Ele funciona todos os dias, 24h.Laboratórios Bom Jesus- Todos os postos de coleta Bom Jesus estão abertos para a realização de exames. Confira o horário de atendimento no site.- O posto de coleta Boqueirão é exclusivo para a coleta de exames para diagnóstico do Coronavírus (Covid-19).Demais informações- Os grupos de atividade coletiva do CQV (Centro de Qualidade de Vida da Clinipam) estão sendo realizados de forma online. Entre em contato com a Central de Atendimento para maiores informações.- Assim como orienta o Ministério da Saúde, as visitas aos pacientes internados estão restritas.- Se for em consultas e exames presenciais, preferencialmente vá sozinho, para evitar aglomeração no local. Além disso, use a máscara corretamente (cobrindo toda a boca e o nariz) e higienize as mãos frequentemente, usando álcool em gel 70% ou água e sabão.

Coronavírus: atendimento em Santa Catarina

Coronavírus: atendimento em Santa Catarina

19/03/2020

A Clinipam segue o posicionamento deliberado pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde de Santa Catarina, no que tangem às medidas coletivas de prevenção do Coronavírus.A seguir, veja as orientações sobre:- Consultas de urgência/emergência e eletivas;- Modalidades de Telemedicina (consulta à distância) na Clinipam;- Atendimento às gestantes;- Serviços administrativos.Atendimentos de urgência/emergência e eletivos- Pacientes com sintomas da Covid-19, como falta de ar e febre persistente acima de 37,8 °C, devem se direcionar aos hospitais credenciados. Caso os sintomas sejam leves, consulte-se primeiramente pelo Dr. Clinipam. Baixe para Android ou iOS;- O Centro Clínico Jaraguá do Sul está atendendo casos de síndrome respiratória (os sintomas são: febre, dor de cabeça e no corpo, dificuldade para respirar e tosse seca) nos seguintes dias e horário de atendimento (apenas busca direta):Centro Clínico Jaraguá do Sul Centro: segunda e quinta-feira: 8h às 18h / terça, quarta e sexta-feira: 10h às 18h / sábado: 10h às 16h.- Beneficiários com dúvidas sobre o Coronavírus podem utilizar o aplicativo Dr. Clinipam. Nele, uma equipe multidisciplinar tira dúvidas e dá orientações de saúde todos os dias, 24h. Baixe para Android ou iOS;- Todos os Centros Clínicos de Santa Catarina estão abertos, com atendimento médico via Telemedicina e presencial. Veja os horários de atendimento e especialidades aqui. Agende sua consulta pela Central de Atendimento — Blumenau: (47) 2103-3000, Itajaí: (47) 2103-3100, Jaraguá do Sul: (47) 2103-3200, pelo WhatsApp ou pelo aplicativo Clinipam (baixe para Android ou iOS).- Pelo aplicativo Dr. Clinipam também é possível obter orientação médicas para as mais diversas queixas de saúde, além de tirar dúvida sobre sintomas e medicamentos. As consultas pelo app não possuem cobrança coparticipação.- Beneficiários que realizam acompanhamento médico e necessitam da continuidade do tratamento (por descompensação da doença ou mesmo para a renovação de receitas médicas e solicitação atestados e/ou documentos), devem entrar em contato com a Central de Atendimento.Clique aqui e saiba mais sobre as modalidade de Telemedicina da ClinipamAtendimento às gestantes- As gestantes que precisarem de atendimento médico de urgência e emergência devem se direcionar aos seguintes hospitais:Hospital Dona Helena - Joinville;Hospital Jaraguá - Jaraguá do Sul;Hospital Marieta Konder Bornhausen - Itajaí;Hospital e Maternidade Santa Luiza - Balneário Camboriú;Hospital Santo Antônio e Hospital Santa Isabel - Blumenau;- Para dar continuidade ao seu pré-natal, entre em contato com a nossa Central de Atendimento.Serviços AdministrativosPara sua segurança e comodidade, orientamos que busque contato conosco pelos canais digitais:- Para liberação de cirurgias, procedimentos de alta complexidade e terapias, clique aqui;- Para liberação de exames simples, alterações cadastrais, troca de guias de médicos particulares e outras informações, acesse o aplicativo Clinipam e clique no ícone “Fale com a Clinipam”;- Para negociação de contratos cancelados: acesse o site. - Para dúvidas gerais e/ou agendamento de consultas, entre em contato com a Central de Atendimento: Blumenau: (47) 2103-3000, Itajaí: (47) 2103-3100, Jaraguá do Sul: (47) 2103-3200. Você também pode agendar suas consultas pelo site, aplicativo Clinipam ou pelo WhatsApp.

Imunidade em dia pode ajudar a prevenir doenças infecciosas como o Coronavírus

Imunidade em dia pode ajudar a prevenir doenças infecciosas como o Coronavírus

17/03/2020

A famosa canja de galinha, o prato colorido com os legumes da estação, a inclusão de frutas no cardápio e a ingestão de muita água são as dicas dos nossos especialistas para manter o organismo saudável A alimentação equilibrada é uma aliada para evitar ou amenizar os sintomas de doenças infeciosas, entre elas o Coronavírus. Principalmente quando as temperaturas baixarem, é muito importante manter a imunidade em dia. O organismo gasta muito mais energia para manter a temperatura corporal e quem estiver com a imunidade baixa dificilmente escapa das gripes e resfriados.  Nesse post, vamos trazer algumas dicas preciosas que vão ajudar nossos beneficiários a cuidarem da saúde, com foco na prevenção não só do Coronavírus mas também de outros tipos de gripes.  A primeira delas é resgatar as receitas da vovó e investir na canja de galinha. A sugestão é da nutricionista Ana Paula Maia, da Clinipam. “O cozimento da carne libera a cisteína, um aminoácido não-essencial que auxilia a manter o bom funcionamento do sistema de defesa do organismo”, diz. Vale caprichar no tempero: o alho é reconhecido por sua ação anti-inflamatória e antibacteriana, além de conferir muito mais sabor a qualquer preparo. Os pratos coloridos também são indispensáveis para quem quer adotar um estilo de vida saudável: “frutas, verduras, legumes e grãos integrais são fundamentais para fortalecer a imunidade”, conta Ana Paula.  Os alimentos sazonais são uma ótima pedida, conforme a nutróloga Raquel Branco Breda, também da Clinipam. “Por respeitarem o ciclo natural de amadurecimento, os “frutos da época” são mais saborosos e mais ricos em nutrientes. Vale apostar em carambola, kiwi, laranja-lima, tangerina, abóbora, cogumelos, agrião, couve e mandioca, por exemplo”, afirma.  Muita água nessa hora!  A hidratação também é muito importante para manter o bom funcionamento do organismo. Afinal, a água contribui para que os nutrientes circulem pela corrente sanguínea. Se as temperaturas mais baixas dificultarem a ingestão da água, recorra às bebidas quentes como os chás. Eles inclusive ajudam a aliviar os sintomas de desconforto nasal, favorecendo a secreção do muco.  

Nota Oficial - Coronavírus

Nota Oficial - Coronavírus

12/03/2020

A Clinipam informa que foi confirmado o primeiro caso de Coronavírus (Covid-19) atendido em uma de suas unidades. Um morador de Curitiba, de 15 anos, apresentando sintomas gripais leves. O adolescente retornou da Itália (Milão, na Região da Lombardia), no dia 6 de março de 2020, após estadia de um mês no continente europeu.O paciente compareceu em nosso pronto-atendimento, no dia 8 de março, em Curitiba, no Paraná, com os sintomas acima citados. Na ocasião, todas as medidas de prevenção e segurança foram adotadas na unidade hospitalar. A equipe assistencial do pronto atendimento seguiu com rigor todos os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS) para oferecer o atendimento apropriado e garantir a segurança do paciente e de todos os profissionais envolvidos.  Desde o dia 8 de março, encontra-se isolado, em casa, passa bem e continua sendo monitorado pela operadora.  Curitiba, 12 de março de 2020.Para mais informações para a imprensa:Lumière ComunicaçãoGiovana Chiquim (41 99583-4827)Marketing Clinipam Jaqueline Gluck ( 41 99896-7541)

Clinipam apresenta Circuito Curitiba de Corrida infantil

Clinipam apresenta Circuito Curitiba de Corrida infantil

11/03/2020

A primeira etapa do Circuito Curitiba de Corrida infantil está quase aí! Com patrocínio da Clinipam, o evento será dia 5 de abril, a partir das 8 horas. As inscrições são gratuitas e podem participar crianças nascidas entre 2003 e 2014. Na primeira edição, a novidade é o local de prova, que será no Passeio Público. Considerado um grande monumento histórico da cidade, ele foi o primeiro parque de Curitiba e o primeiro zoológico, além de já ter se chamado Jardim Botânico no século passado. O objetivo da corrida é estimular a prática de atividade física e democratizar o acesso à corrida para crianças de todas as idades, classes sociais e necessidades físicas.  Além disso, a corrida infantil vem com o propósito de diminuir o índice de obesidade entre os jovens. No mundo, o índice de obesidade entre crianças e adolescentes de 5 a 19 anos segue aumentando. No Brasil, 13% dos meninos e 10% das meninas na mesma faixa etária sofrem com obesidade ou sobrepeso. As inscrições devem ser realizadas entre os dias 16 e 20 de março, diretamente pelo site da Prefeitura de Curitiba, apenas para os nascidos entre 2003 e 2011. Os pequenos que nasceram entre 2012 e 2014 também poderão participar de atividades no dia da corrida. Para eles, a inscrição será presencialmente, no dia do evento. O circuito é completamente inclusivo a todas as necessidades especiais. Então chame a família toda e venha correr com a gente! Para ler o regulamento da competição, clique aqui. Acompanhe as nossas redes e as da Prefeitura de Curitiba para ficar por dentro de todas as novidades sobre o circuito. Ser criança é não ficar parado!Este evento é uma super parceria entre Clinipam, Prefeitura de Curitiba e a Secretaria de Esportes, que são os grandes organizadores do circuito.

Saúde da mulher: primeiro cuide de você para poder cuidar bem do outro

Saúde da mulher: primeiro cuide de você para poder cuidar bem do outro

05/03/2020

Neste mês, em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, a Clinipam deseja despertar em suas clientes a vontade de cuidar da própria saúde, física e mental; hoje trazemos dicas para incentivar o público feminino a olhar para si com mais amor Quem convive com crianças pequenas percebe facilmente que as meninas apreciam brincar com as bonecas, embalando-as e oferecendo cuidados como se de fato estivessem diante de um bebê. Elas também gostam de brincar de fazer comida com as panelinhas e repetem até o papel das professoras, contando histórias para seus ursinhos de pelúcia. Isso porque, desde cedo, as mulheres são preparadas para serem cuidadoras. Esse zelo com o outro está enraizado culturalmente no padrão de comportamento do gênero feminino - geralmente mais sensível e acolhedor, na comparação com os homens. Daí entendemos por que, muitas vezes, na vida adulta, as mulheres ocupam seus dias se dedicando aos outros e esquecem de olhar para si mesmas.  E nesse mês de março, em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, queremos conversar com elas sobre a importância de investir um tempo na sua própria saúde. Afinal, é preciso sentir-se bem e disposta para conseguir dar a devida atenção aos seus pais, companheiros e filhos – algo que é tão importante para a realização das mulheres que carregam no DNA o instinto maternal.  Reunimos aqui algumas dicas que vão ajudar o público feminino a ter mais saúde, qualidade de vida e sensação de bem-estar: 1. Adoção de hábitos saudáveis A alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos são atitudes básicas para quem quer viver mais e melhor. O controle do peso não é somente uma questão estética, mas de saúde. A obesidade é porta entrada para doenças crônicas como diabetes, hipertensão, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e aumento no índice de colesterol e triglicerídeos, que elevam o risco de doenças cardiovasculares. No hall da adoção dos hábitos saudáveis podemos citar também a ingestão de água, que é fundamental para que o metabolismo, as atividades celulares e o funcionamento do intestino se mantenham saudáveis. O recomendado é que sejam ingeridos, ao menos, 2 litros de água diariamente.  O sal, em excesso, é mais um vilão da saúde feminina por provocar retenção de líquidos, que causa inchaço em diversas regiões do corpo, como pés e barriga, além de aumentar a chance de hipertensão. O tabagismo também é um dos maiores inimigos da saúde e está associado ao aparecimento de tumores. O cigarro é considerado um fator de risco para o câncer de pulmão e ainda pode desencadear outros tumores, como os de boca, de estômago, de laringe e de pâncreas. Além disso, uma pesquisa recente do Centro para Pesquisa em Câncer, em Seattle, nos Estados Unidos, aponta que há cada vez mais evidências de que o tabaco pode elevar as chances do tipo mais comum de câncer de mama em mulheres de até 44 anos. 2. Cuide da saúde mental Cultivar uma mente sadia é primordial para que a vida possa ser vivida da melhor maneira em todos os momentos. A literatura científica aponta que a mulher apresenta vulnerabilidade marcante em relação a sintomas como ansiedade e depressão, especialmente associados ao período reprodutivo.A depressão é, comprovadamente, a doença que mais causa incapacitação em mulheres, tanto em países desenvolvidos como naqueles em desenvolvimento. Para se ter uma ideia da gravidade desse problema, a morte por suicídio, no mundo todo, é a segunda causa de morte para mulheres na faixa de 15 a 44 anos de idade.No caso das mulheres idosas, há ainda a questão do isolamento social e transtornos emocionais devido à aposentadoria, à viuvez, às alterações fisiológicas, e dos sofrimentos provocados por uma sociedade que supervaloriza a juventude e desvaloriza as marcas do envelhecimento feminino. Por isso, em casos de comportamento depressivo e ansioso, episódios recorrentes de insônia e estresse, é muito importante procurar ajuda. 3. Realização de exames periódicos Todo mundo já sabe: é melhor prevenir que remediar. Por isso, as visitas ao seu médico de confiança são importantes para planejar e fazer qualquer rotina preventiva pode realmente trazer benefícios. 4. Cultive a autoestima A forma como nos sentimos acerca de nós mesmos é algo que afeta crucialmente todos os aspectos da nossa experiência, desde a maneira como agimos no trabalho, no amor, nas amizades e até o modo como atuamos como pais. Por isso a autoestima é tão importante e reflete em cada aspecto da vida. O valor dado a cada pessoa por si mesma é fundamental para o bem-estar mental e físico. Os pilares da autoestima são: autoaceitação, autoconfiança, rede de convivência social, aprender a eliminar a culpa, ter autocompaixão com os próprios erros, não se comparar com os outros, viver o presente, agradecer todas as coisas boas e comemorar as vitórias – mesmo aquelas que aos olhos dos outros possam parecer pequenas, como cumprir uma meta de emagrecimento ou de praticar exercícios físicos. 5. Reserve um tempo para você Reserve na sua agenda um momento para encontrar-se consigo mesmo. As mulheres precisam compreender que elas mesmas são o que há de mais importante, ou seja, precisam levar a sério a si mesmas, sem guardar sua preocupação apenas para o trabalho, família ou afazeres domésticos. Defina na semana um tempo só para você e escolha algo que lhe traga prazer - tomar café com uma amiga, caminhar no parque e ouvir sua play list preferida, ler um livro, assistir um filme, fazer uma massagem relaxante ou ir à sauna. A vida é curta demais para deixarmos de lado as coisas que mais gostamos.Agora que você já sabe como cuidar de si mesmo recomece do zero: temos 10 meses em 2020 para mudar nosso comportamento. Faça um planejamento e inclua na sua rotina, pelo menos, boa parte do que você leu nesse texto. O propósito da Clinipam é oferecer o melhor para cuidar do bem mais preciso dos nossos beneficiários: a sua saúde. Por isso, nos preocupamos em apontar os caminhos para manter sou corpo e sua mente saudável.E já que em março comemoramos o Dia Internacional da Mulher, escolhemos um texto de Carlos Drummond de Andrade que demonstra como as mulheres são, verdadeiramente, fantásticas! Boa leitura. As Mulheres São Fantásticas A mãe e o pai estavam assistindo televisão quando a mãe disse: – Estou cansada e já é tarde. Vou me deitar. Foi à cozinha fazer os sanduíches para o lanche do dia seguinte na escola, passou água nas vasilhas das pipocas, tirou a carne do freezer para o jantar do dia seguinte, confirmou se as caixas de cereais estavam vazias, encheu o açucareiro, pôs tigelas e talheres na mesa, e preparou a cafeteira do café para estar pronta pela manhã. Pôs ainda umas roupas na máquina de lavar, passou uma camisa a ferro, pregou um botão que estava caindo. Guardou umas peças de jogos que ficaram em cima da mesa, e pôs o telefone no lugar. Regou as plantas, despejou o lixo, e pendurou uma toalha para secar. Bocejou, espreguiçou-se e foi para o quarto. Parou ainda no escritório e escreveu uma nota para a professora do filho, envelopou junto com o dinheiro para pagamento de uma visita de estudo e apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira. Assinou um cartão de aniversário para uma amiga, selou o envelope, e fez uma pequena lista para o supermercado, colocou ambos perto da carteira. Nessa altura, o pai disse lá da sala: – Pensei que você tinha ido se deitar. – Estou a caminho – respondeu ela. Pôs água na tigela do cão e chamou o gato para dentro de casa. Certificou-se de que as portas estavam fechadas. Passou pelo quarto de cada filho, apagou a luz do corredor, pendurou uma camisa, atirou umas meias para o cesto de roupa suja e conversou um bocadinho com o mais velho que ainda estava estudando no quarto. Já no quarto, acertou o despertador, preparou a roupa para o dia seguinte e arrumou os sapatos. Depois lavou o rosto, passou creme, escovou os dentes e acertou uma unha quebrada. A essa altura o pai desligou a televisão e disse: – E foi. Sem mais nada. Vou me deitar.

Anne é uma das borboletas mais belas no jardim da Clinipam

Anne é uma das borboletas mais belas no jardim da Clinipam

03/03/2020

Os olhos azuis de Annegret Buerger, mais conhecida como Anne entre os colaboradores da Clinipam, ficam marejados imediatamente quando ela começa a contar a sua trajetória na operadora. São 33 anos dedicados à empresa, com muito amor. E esses mesmos olhos azuis lacrimejados que traduzem a emoção dessa caminhada, são testemunhas oculares da história da companhia. A Clinipam nasceu pequena, no Shopping Mueller, e começou a dar os primeiros passos quando transferiu sua sede para a Avenida Visconde de Guarapuava. Foi nesse momento que Anne ingressou na operadora. Era uma espécie de faz tudo: atendia telefones, marcava consultas, agendava exames, organizava os prontuários e dava as boas vindas aos clientes, com um sorriso largo no rosto, típico de quem ama o que faz.  “Naquela época, tudo era feito na ponta do lápis”, relembra a senhora saudosista do tempo em que todos os processos administrativos e burocráticos de um consultório médico eram feitos à mão, sem a ajuda dos softwares e dos computadores.   A memória afiada de Anne reflete a saúde mental da senhora de 76 anos, que jamais parou no tempo. Fez apenas uma capacitação para se tornar recepcionista e todo o resto aprendeu e continua aprendendo na prática, diariamente.   Desde que entrou na operadora, já teve um contato bem próximo com toda a equipe, que considera sua segunda família. E essa conexão, para ela, é tão forte quanto aquela relacionada aos laços sanguíneos. Esse vínculo é resultado do convívio diário, pautado no respeito, na empatia e no espírito de parceria, que norteiam o cotidiano das pessoas que, como ela, transformaram a Clinipam na sua segunda casa.  Esse amparo recebido por Anne na esfera do trabalho foram responsáveis por sua evolução como colaboradora da Clinipam e como pessoa. Todo esse processo pode ser comparado à jornada das borboletas, como reflete o escritor Rubem Alves. Nas palavras dele: “não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses”.  E foram as pessoas, que passarem pela vida daquela jovem recepcionista no ambiente de trabalho que a moldaram nesse ser humano incrível e tão especial. Devota a Deus, uma das coisas que mais gosta hoje em dia é observar o rosto dos transeuntes na Rua XV - endereço onde exerce a função de telefonista agora na Clinipam. Ela se admira, com tantas feições, tão diferentes, tão raras, frutos da imaginação do nosso Criador.  As pessoas sempre foram o referencial de vida para Anne. E na Clinipam, além de não abrir mão da convivência com os colegas de trabalho, gostava muito do contato com os pacientes. “Me fazia muito bem poder dar uma palavra de consolo para aqueles que chegavam até o balcão de atendimento fragilizados, em virtude de um problema de saúde. Eu sempre trazia palavras de esperança e depois eles voltavam para me agradecer. Ganhei tantos presentes, muitas caixas de bombons e até um anel de prata. Nem sei se merecia tudo isso”, argumenta Anne.  Foi esse amor, essa troca e essa reciprocidade encontrada no dia a dia na Clinipam que alimentaram o sentimento de pertencimento à empresa e que conduziram Anne a sua emancipação. Como na descrição da vida da borboleta, feita por Rubem Alves, a então recepcionista logo ganhou asas. Na quietude ela se libertou e, em pequenos atos, mostrava como, na sua função, também ocupava um papel de liderança.  Esse comportamento pode ser observado quando Anne conta – com muita alegria - alguns episódios. Nas greves dos ônibus ela tomava iniciativa e o controle da situação para manter, a todo custo, o bom funcionamento da Clinipam. Pilotando seu fusca branco, conseguia chegar em tempo para abrir a unidade e não deixar nenhum paciente na mão.  E é por isso que Anne continua sendo uma referência na empresa. Depois de passar pela sede da Vicente Machado e pelo Hospital Ônix, está lotada na Rua XV, no edifício Sul Banco, onde funciona a sede administrativa da empresa. Lá ela divide seu tempo entre os telefonemas e algumas tarefas administrativas.  Aos 76 anos, Anne conserva o vigor da juventude na aparência e no comportamento. Cabelos e unhas feitas e a pele muito bem cuidada, refletem a personalidade de alguém que está em paz com a vida. Durante a semana faz caminhadas para cuidar da saúde e passa suas horas de folga na companhia do namorado. Nos finais de semana almoçam fora e os pratos prediletos de Anne são lasanha, carne assada, peixes e quitutes da culinária alemã, da qual é descendente.  Os dois têm rodinha nos pés. Quando não estão por aí no Fusca Branco, de grande estimação, encontram disposição para viajar para Quedas do Iguaçu, onde mora parte da família na nossa senhora aventureira, e para Santa Catarina, sua terra Natal. Pomerode e Camboriú são os destinos preferidos. O fato da expansão da Clinipam para o solo catarinense, inclusive, enche Anne de orgulho. “Eu dizia para minha mãe, que faleceu em agosto de 2019: agora tem Clinipam em Pomerode.”  Com tanto entusiasmo, Anne não pensa em parar. A aposentadoria não está nos planos dela. “Vou continuar na Clinipam até quando Deus quiser”, finaliza. Anne, especialmente neste mês em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, queremos dizer que a senhora é uma inspiração para todos nós! Obrigada por compartilhar toda sua energia positiva conosco, diariamente. Seu profissionalismo foi essencial no nosso passado e continua sendo no tempo presente. E que o futuro nos reserve muitos momentos especiais aqui, onde a senhora considera ser seu segundo lar. Queremos muito contar com sua dedicação nos próximos capítulos da história da Clinipam.  

Evite fraudes ao retirar a 2ª via do seu boleto

Evite fraudes ao retirar a 2ª via do seu boleto

26/02/2020

No site da Clinipam você consegue emitir a 2ª via do seu boleto, garantindo uma forma simples e prática de realizar o pagamento do seu plano de saúde. Mas, é preciso estar atento para evitar fraudes. Preparamos algumas dicas para te auxiliar nisso: 1. Verifique no boleto extraído se o código do banco é 033-7, referente ao Santander (conforme indicado na imagem abaixo); 2. Sempre verifique se seus dados estão preenchidos corretamente no boleto, assim como o valor a ser pago; 3. Muitas fraudes ocorrem devido à presença de vírus no computador ou aparelho em que é realizado o acesso ao site. Sempre use uma máquina de confiança e utilize um antivírus; 4. Realize a adesão ao boleto digital através do SAC (41) 3021-3001, assim o boleto sempre será enviado para o e-mail de cadastro.