São Paulo o HIS 19 - Healthcare Inovation Show

São Paulo o HIS 19 - Healthcare Inovation Show

Acontece esta semana em São Paulo o HIS 19 - Healthcare Inovation Show, o principal evento de inovação em saúde do país. Numa ocasião, os gestores das grandes instituições participam de troca de experiências e de imersão nas tecnologias de ponta que estão disponíveis para melhorar a experiência do cliente na área da medicina privada.  A Clinipam está presente no HIS e é finalista do prêmio Referências em Saúde 2019, com dois cases: Talkers e o app Dr. Clinipam. As duas iniciativas chancelam a preocupação constante da empresa na busca incansável de melhor atender seus clientes.

Programa do CQV, da Clinipam, adota meditação para melhorar pressão arterial

Programa do CQV, da Clinipam, adota meditação para melhorar pressão arterial

Em meio a tantas doenças crônicas, dores e cartelas de medicamentos, às vezes, muito pacientes se questionam em como se manter saudáveis. E é nessas horas, de reflexão, que buscam outros recursos, que vão além da medicina convencional. Afinal, como prega o ditado popular “Mens sana in corpore sano”, corpo e mente precisam estar integrados para alcançar o equilíbrio e manter o organismo saudável. Em outras palavras, a própria definição de saúde, preconizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), também relaciona as duas coisas: “um estado de completo bem-estar físico, mental e social; e não somente ausência de afecções e enfermidades”.  Os tratamentos alternativos, que exploram a “ligação mente-corpo” cumprem bem esse papel e já são até recomendados pelos médicos - eles também acreditam que esse equilíbrio pode ser a chave para a tão sonhada saúde. O Mindfulness, por exemplo, pode ajudar em vários problemas. A prática descende das tradições Budistas milenares e trabalha muito com as ideias de aceitação e abertura: é preciso aceitar os acontecimentos do presente como eles são e estar abertos a estes momentos, no mundo exterior e no nosso universo interno. A meditação é um dos pilares dessa técnica e se engana quem acha que a prática é indicada apenas para o relaxamento. Meditar aumenta nossa atenção e a capacidade de escolha e pode melhorar, por si só, a saúde física.Os efeitos da Mindfulness já estão sendo percebidos em pacientes que sofrem de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e a Insuficiência Cardíaca. Os profissionais do Centro de Qualidade de Vida (CQV) da Clinipam apostam na técnica milenar em cooperação com os tratamentos da medicina convencional e criaram o grupo “Medita Coração”. As atividades iniciam neste mês de agosto e são dirigidas para pacientes hipertensos . Os especialistas da Clinipam no assunto acreditam que o mindfulness diminui os níveis de cortisol, que é justamente o hormônio do estresse, um dos responsáveis pelo aumento da pressão arterial. Com o novo grupo, a equipe da Clinipam busca ampliar o bem-estar de pacientes que, mesmo com tratamento medicamentoso, ainda não atingiram um controle adequado da pressão arterial.Serão cinco encontros, uma vez por semana, com turmas de até 12 pessoas. Além de ensinar a prática da meditação, o grupo Medita Coração vai orientar os participantes sobre hábitos importantes no controle de doenças crônicas. Clique aqui e saiba mais sobre os grupos do CQV.

Saúde financeira dos colaboradores é levada a sério na Clinipam

Saúde financeira dos colaboradores é levada a sério na Clinipam

Educação financeira não é apenas encontrar uma alternativa para sair do vermelho: é aprender a gastar, a fazer escolhas e como guardar dinheiro. O planejamento econômico é essencial para ter uma vida mais tranquila e mais feliz a curto e a longo prazo. E para cuidar da saúde financeira dos seus colaboradores, a Clinipam realiza, durante o mês de agosto, palestras sobre educação financeira ministrada por profissionais do Banco Santander – parceiro da ação – em todas as unidades do Grupo.  A iniciativa faz parte do Projeto “Jeito de Ser Clinipam”, que trabalha com oito pilares. O “Ser econômico” é um deles. A realização de sonhos passa pelo equilíbrio financeiro: para fazer uma viagem com a família, oferecer uma festa de casamento ou adquirir um carro ou um imóvel é preciso saber poupar. E tanto a realização dos sonhos quanto a sensação de tranquilidade proporcionada por todos os boletos pagos, interferem na qualidade de vida dos indivíduos. Por isso, o tema educação financeira é tão importante para a Clinipam. Nas palestras, os colaboradores da empresa ganharam conhecimento e habilidade para tomar as melhores decisões quando o assunto é dinheiro. Além de aprenderem sobre a importância do controle orçamentário; como evitar endividamentos; os efeitos positivos de construir uma reserva financeira (pelo menos 10% do salário); os funcionários tiveram a oportunidade de compreender que o cartão de crédito e o cheque especial, por exemplo, são ferramentas oferecidas pelos bancos que devem ser usadas com cautela, em situações emergenciais. A conta é simples: os valores das suas despesas não podem ultrapassar a sua renda. Se isto estiver acontecendo, alguns gastos precisam ser eliminados da sua planilha. Outra dica é procurar fontes de rendas alternativas para aumentar a receita. E, no final da palestra, eles ganham um cofrinho de brinde para simbolizar a ideia de que poupar é possível. E para incentivar ainda mais uma mudança de cultura dos colaboradores para que eles sejam mais organizados em relação às finanças e aos hábitos de consumo, a Clinipam propôs a realização de dois bazares presenciais e outra edição virtual, que será promovida por meio da intranet. O intuito é plantar uma sementinha nos colaboradores, para que eles percebam a importância de consumir de forma consciente. E para quem quiser se aprofundar no assunto, a operadora vai disponibilizar dicas pela intranet sobre a educação financeira. A equipe também terá a sua disposição livros para empréstimo sobre o tema.     

Clinipam investe em programas de emagrecimento para melhorar saúde dos beneficiários

Clinipam investe em programas de emagrecimento para melhorar saúde dos beneficiários

A medicina preventiva tem papel fundamental para evitar as doenças relacionadas ao excesso de peso. Pessoas que têm propensão à obesidade devem adotar hábitos saudáveis como uma dieta equilibrada, com menor consumo de alimentos gordurosos e exercícios físicos regulares. Segundo os especialistas, perder de 5 a 10% do peso melhora os fatores de risco para doença cardiovascular, diminui a pressão arterial, as taxas de glicose e o colesterol, além de trazer outros benefícios para a saúde.  Pensando nisso, o Centro de Qualidade de Vida (CQV) da Clinipam, criou programas de emagrecimento para melhorar a saúde dos seus beneficiários. No SOS Balança, dirigido para adultos, e no Mova-se, voltado para crianças e adolescentes o objetivo é o mesmo: incentivar os clientes da operadora a mudarem o estilo de vida. Durante quatro meses, eles são atendidos por uma equipe multidisciplinar que incentiva a adoção de alimentação saudável e abandono do sedentarismo para fazer as pazes com a balança.O SOS Balança e o Mova-se são ministrados por médicos, educadores físicos, psicólogos e nutricionistas. Além do acompanhamento individual, os beneficiários participam de encontros em grupo. No caso das crianças e adolescentes também há sempre a participação dos pais – uma que vez que, para perder peso nesta fase da vida, é preciso investir numa mudança de hábitos de toda a família. Os encontros são bem dinâmicos e eles levam tarefas para realizar em casa. Os grupos oferecem ainda aulas com dicas de preparo de alimentos saudáveis, promoção dos jogos e atividades lúdicas, além de todo o acompanhamento emocional necessário para a mudança no estilo de vida. EpidemiaUma pesquisa do Ministério da Saúde indica que 53% da população brasileira estão com excesso de peso e 45,8% praticam atividade física insuficiente. Realizado em 2017, o estudo envolve entrevistas feitas por meio do telefone, com participação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Os dados sobre a obesidade infantil também são alarmantes. Nas últimas quatro décadas, o número de crianças e adolescentes de até 17 anos com sobrepeso aumentou em 10 vezes. O Ministério da Saúde aponta ainda que a obesidade atinge 13% dos meninos e 10% das meninas nesta faixa etária.

Clinipam faz campanha para ajudar bancos de leite materno durante “Agosto Dourado”

Clinipam faz campanha para ajudar bancos de leite materno durante “Agosto Dourado”

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a amamentação salva, todos os anos, mais de 820 mil crianças de até dois anos. No leite materno, a criança encontra não só as substâncias necessárias para a sua nutrição, mas também anticorpos fundamentais para protegê-la no início da vida. Estudos comprovam que a mortalidade por doenças infecciosas é menor em crianças que recebem o leite materno. O alimento é completo e também garante proteção contra infecções respiratórias, evita casos de diarreia e o seu agravamento, além de diminuir os riscos de alergia. Mesmo os recém-nascidos prematuros, de baixo peso, que estão internados em unidades neonatais e não podem ser alimentadas diretamente nos seios de suas mães, podem aproveitar todos os nutrientes do leite materno. Para isso, é preciso sensibilizar as mães que estão amamentando, os profissionais de saúde e a sociedade sobre a importância da doação de leite materno para os bebês prematuros. Qualquer mulher que estiver amamentando pode ser doadora. Segundo dados do Ministério da Saúde, nos últimos dez anos, quase 2 milhões de bebês foram beneficiados com a doação de leite materno. Um pote de leite doado pode alimentar até dez recém-nascidos por dia. Consciente da importância da doação do leite materno, a Clinipam realiza uma campanha de doação de frascos, durante todo o mês de agosto. O frasco deve ser de vidro, com tampa de plástico e com limite de altura de 14 cm. O local de coleta é na Unidade Ginecológica Obstétrica da Clinipam, que fica na Avenida Visconde de Guarapuava, 3077. Agosto Dourado Em 2017, o Congresso Nacional Brasileiro instituiu, por meio da lei número 13.435, o Mês do Aleitamento Materno: o Agosto Dourado. A partir daí, o oitavo mês do ano é todinho dedicado a informar e debater sobre a importância de amamentar os bebês. A cor dourada foi escolhida porque remete ao ouro e serve como uma luva para representar esse alimento, que é precioso para a saúde dos bebês.

Sem choro: Clinipam emprega realidade virtual para eliminar o efeito colateral das agulhadas

Sem choro: Clinipam emprega realidade virtual para eliminar o efeito colateral das agulhadas

No Centro de Medicina Diagnóstica, crianças e adolescentes se distraem com filmes e óculos 3D e passam pelo exame de sangue sem traumas; iniciativa é pioneira no ParanáO estresse de pais e filhos na hora de coletar o sangue acabou no Centro de Medicina Diagnóstica (CMD) da Clinipam. Para ajudar as crianças a superaram o medo da agulha, o laboratório implantou óculos de realidade virtual. O equipamento é utilizado para entreter as crianças e adolescentes na hora de realizar exames. Os óculos aceleram os procedimentos da equipe de enfermeiros e distraem os pacientes, que assistem seus vídeos preferidos enquanto o sangue é coletado.A ideia surgiu num projeto batizado de “Eureka”, que estimula a equipe a colaborar com a adoção de práticas inovadoras dentro da empresa para a melhoria de processos. São duas edições do Eureka por ano e as três melhoras propostas dos colaboradores são premiadas e implementadas na rotina da operadora de saúde. Solange Tamarossi Ferreira, que é a idealizadora da utilização dos óculos 3D na coleta sanguínea, atua no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da Clinipam. A funcionária também é mãe e já sentiu na pele a ansiedade gerada pela realização de exames de sangue nos pais e filhos. “O laboratório costuma ser um local traumático para o público infantil. Com a chegada da realidade virtual, estamos conseguindo mudar esse quadro, oferecendo uma experiência divertida para nossos clientes, que acabam perdendo o medo da picada e ainda curtem um “filminho” enquanto o procedimento é realizado”, relata Solange.A beneficiária da Clinipam Renata Calil Santos aprovou a ideia. Ela conta que os procedimentos que envolvem a temida injeção era bem sofrido para os filhos, de 3 e 7 anos. “Eles não aceitavam fazer a coleta ou tomar vacina e ficavam olhando os profissionais manipularem a agulha. A experiência com o óculos 3D foi transformadora. Minha filha mais velha não sentiu o procedimento, que foi realizado sem nenhum sofrimento”, atesta Renata. Na opinião dela, a ajuda da tecnologia trouxe alívio não só para os pais e filhos. “Os profissionais também são beneficiados porque podem se preocupar apenas com a realização do exame, sem passar por episódios para acalmar os pacientes”, acrescenta. Fim das lágrimas Jaqueline Landin Silva, supervisora de atendimento do CMD, conta que, no final da coleta, as crianças e adolescentes ainda ganham o certificado da coragem, por terem passado pelo procedimento com tranquilidade. “Com os óculos, eles ficam mais calmos. Nossa abordagem é diferenciada desde que os pacientes entram na recepção e recebem os óculos. Em nenhum momento, mencionamos palavras que remetem a injeção ou agulhada”, explica Jaqueline. Segundo ela, não são apenas as crianças que estão gostando da todos os mimos na hora fazer exames. “Os pais estão curtindo muito e os resultados estão sendo muito bons. A implementação dos óculos 3D atende um pedido dos nossos próprios clientes que gostariam de contar com um ambiente mais lúdico para o atendimento das crianças”, acrescenta a supervisora. A realidade virtual vai ajudar mais de 4 mil crianças que devem passar pelo CMD até o próximo ano. Para Solange, todos saem ganhando. Antes, era necessário mobilizar três coletadores para realizar o exame, que durava até 30 minutos, por conta do medo dos pacientes. Com a implementação da tecnologia o tempo do exame diminuiu drasticamente e o número de colaboradores envolvidos no processo também. “O mais interessante é que conseguimos encontrar uma utilidade prática na realidade virtual, que resolve um problema e cria uma oportunidade de negócio para nossa empresa. A Clinipam é a primeira operadora aqui no Paraná a oferecer esse tipo de serviço”, completa.

Paciente vira personagem de poesia

Paciente vira personagem de poesia

Poesia “Choro que ri”, da médica da Clinipam Mariana Cozer Siviero, é campeã de Concurso Literário durante Congresso de Medicina Que a vida real é matéria-prima para a literatura não é novidade para ninguém. Muitos artistas costumam aproveitar elementos do seu dia a dia para inspirar seu trabalho e suas criações. O cotidiano de Dona Sueli, que acompanhava em consultas, virou tema de uma poesia premiada no Concurso de Artes Literárias, que fez parte da programação do 15° Congresso Brasileiro de Medicina de Família e Comunidade. A autora da poesia é Mariana Cozer Siviero, médica de família e comunidade, da Clinipam.  Amante das letras, Mariana se apropriou das palavras para mostrar seu olhar sobre a rotina de Dona Sueli na obra intitulada “Choro que ri”. Foi quando fazia o segundo ano de residência que a médica conheceu a senhora, em consultas na Unidade de Saúde. E graças à proximidade com os pacientes, que é um dos diferenciais do atendimento prestado pelos médicos de referência, que Mariana conseguiu perceber um pouco do que se passava na intimidade de Dona Sueli. “Minhas palavras registram a percepção diante de uma paciente complexa. Nesta poesia, tento enxergar a vida sob a ótica da paciente. Buscamos a empatia, que é a capacidade de se colocar no lugar do outro. Já dizia Hipócrates, que é mais importante conhecer a pessoa que tem a doença do que a doença que a pessoa tem”, conta.Mariana escreve desde os dez anos e já teve outro texto publicado pelo Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) em 2018. O pai foi sua grande inspiração para seguir o caminho das artes literárias. “Ele sempre foi muito bom com as palavras”, comenta. A trajetória bem sucedida de Mariana na poesia comprova o que diz o ditado popular: “filho de peixe, peixinho é”. Confira a poesia premiada no Concurso de Artes Literárias: CHORO QUE RIDona SueliQue choraQue riQue não sabe o que tem, ou o que tinhaPorémAcredita, não dúvida, da cura SantaDa loucura da cabeçaCurada, ainda que cause desavençaSorriE dona Sueli se escondeEmbaixo do pano, no canto, na fonteNa pia, no tanqueNo sofá e na estanteCom a limpeza desenfreadaEsquizofrenia? Que nadaMultipolarizadaNa mania do sorriso que diz ser bravaQue até olha com cara fechadaMas no espelho, só enxerga a alma lavada.

Clinipam apoia a corrida Puc Night Run

Clinipam apoia a corrida Puc Night Run

A Clinipam apoia a Puc Night Run, corrida que acontece no dia 24 de agosto no câmpus Curitiba (Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado Velho). O evento comemora os 60 anos da universidade e contará com a participação de alunos, colaboradores, familiares e toda a comunidade. Além da prova, o público também poderá desfrutar de alongamento, cuidados com a saúde, food-trucks, música e, também, muita diversão com o espaço kids Clinipam. Não fique fora dessa! Saiba mais em: https://www.pucpr.br/pucrun/

Leite materno: o melhor alimento do mundo

Leite materno: o melhor alimento do mundo

Além de uma forma de carinho da mãe para o bebê, o aleitamento materno proporciona todas as proteínas, açúcar, gordura, vitaminas e água que o recém-nascido necessita para ser saudáveSegundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a amamentação salva, todos os anos, mais de 820 mil crianças de até dois anos. No leite materno, a criança encontra não só as substâncias necessárias para a sua nutrição, mas também anticorpos fundamentais para protegê-la no início da vida. Estudos comprovam que a mortalidade por doenças infecciosas é menor em crianças que são amamentadas. O leite materno também garante proteção contra infecções respiratórias, evita casos de diarreia e o seu agravamento, além de diminuir os riscos de alergia. Além de todos os benefícios que o aleitamento materno oferece para a saúde dos recém-nascidos, a amamentação é um dos momentos mais aguardados pelas mamães. “O ato de amamentar é instintivo e é um tempo de conexão entre a mãe e o bebê”, diz Taciana Mattos Ribeiro Bonete, enfermeira obstétrica (COREN 273.068) e gerente da unidade Ginecológica Obstétrica da Clinipam. No entanto, nem sempre a amamentação é um momento prazeroso para mamães e filhotes. Muitas mulheres enfrentam dificuldades e, diante da dor dos seios machucados, acabam desistindo. Foi assim com Janaina Santiago da Silva. “Nas duas primeiras semanas, a amamentação foi um pesadelo. Quando chegava a hora, sentia muitas dores e tinha fissuras nos seios. Meu leite demorou para descer por conta da cesárea. Minha bebê não sabia mamar e eu não sabia ensinar. O resultado? Muito choro de nós duas”, relembra. Foi na unidade Materno Infantil da Clinipam que Janaina encontrou o apoio que precisava para contornar as dificuldades. Com atendimento 24h, a unidade oferece consultoria em aleitamento materno dentro do Programa Gestante Bem Cuidada, que conta ainda com grupos para discussão de todos os assuntos relacionados ao pré e pós-parto. “Oferecemos um curso de aleitamento materno onde falamos sobre os benefícios da amamentação, pega correta, possíveis dificuldades e como solucioná-las. Após o nascimento, enquanto ainda está internada, a mamãe recebe a visita da enfermeira obstétrica para tirar dúvidas e fazer a avaliação da mamada”, conta Taciana Bonete. Janaina participou do curso durante a gestação e precisou contar com o apoio da equipe especializada nas primeiras semanas. “Eu assisti a palestra do programa, mas depois não pesquisei mais sobre o assunto. Tive mastite em um dos seios e ia toda semana até o plantão obstétrico da Clinipam. Lá, aprendi a fazer a ordenha e a pega correta, sempre acompanhada da equipe de enfermagem”, comenta. Amamentar é para todas as mamães De acordo com Taciana, todas as mães tem capacidade de produzir o leite que o bebê precisa. “Cada mãe produz o leite correspondente à idade gestacional do bebê. Se o bebê nasce prematuro, por exemplo, o leite desta mãe estará pronto e perfeito para o tamanho dele.” Nem mesmo cirurgias para redução de mama ou para colocar silicone são empecilhos para a amamentação. “Todas as mães devem ser estimuladas à amamentação, mesmo aquelas que passaram por procedimentos cirúrgicos nos seios e caso tenham dificuldade, devem procurar um serviço de saúde para auxilio”, complementa a gerente da Unidade Obstétrica Ginecológica da Clinipam. Ela explica que a ideia de o leite materno de uma mãe pode ser fraco é um mito. “O leite pode variar de cor, mas todos são adequados sob o ponto de vista imunológico e nutricional. Todas as mulheres apresentam leite capaz de nutrir e proteger sua criança, portanto, não é necessário adicionar nenhum produto à alimentação no início da vida de um bebê. Vale destacar ainda que o leite da mãe já está na temperatura ideal para a criança”, acrescenta a especialista. Campanha No dia 1º de agosto é comemorado o Dia Mundial da Amamentação. A data foi criada em 1992 pela Aliança Mundial de Ação pró-amamentação (World Alliance for Breastfeeding Action - WABA), com a finalidade de promover o aleitamento materno e a criação de bancos de leite. A iniciativa garante melhor qualidade de vida para crianças em todo o mundo. A data é comemorada dentro da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que ocorre em 120 países anualmente entre os dias 1º e 07 de agosto. Neste mês de agosto a Clinipam promove mais uma edição de uma campanha para coleta de frascos para facilitar a ação do banco de leite. O frasco para doação deve ser de vidro, com tampa de plástico e com limite de altura de 14 cm. O local de coleta é na Unidade Ginecológica Obstétrica da Clinipam, que fica na Avenida Visconde de Guarapuava, 3077. Os frascos serão encaminhados para o Banco de Leite do Hospital de Clínicas do Paraná. Segundo dados do Ministério da Saúde, nos últimos dez anos, quase 2 milhões de bebês foram beneficiados com a doação de leite materno. Um pote de leite doado pode alimentar até dez recém-nascidos por dia.

Mudança de Atendimento Unidade Sênior

Mudança de Atendimento Unidade Sênior

Comunicamos que a partir do dia 19/6, os atendimentos da Unidade Sênior da Rua André de Barros, n° 20, em Curitiba, irão migrar para a Unidade Sênior Lustoza, na Rua XV de Novembro, 556, 16º andar, Galeria Lustoza.  A Unidade Sênior possui atendimento por consultas eletivas e ampla estrutura para sua comodidade. Rua XV de Novembro, 556, 16º andar - Centro Especialidade: Médico de Família (Atendimento agendado). Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 18h Fone: (41) 3151-5844