Voltar

Na Clinipam, Gelise encontrou seu propósito de vida

Na Clinipam, Gelise encontrou seu propósito de vida “Grandes realizações são possíveis quando se dá importância aos pequenos começos”. Essa frase de Lao Tsé, um filósofo chinês e cabe como uma luva para a trajetória profissional de Gelise Wantowsky Ferreira, gerente técnica do Laboratório Bom Jesus. A carreira dela é marcada por uma eterna reconstrução, desde que foi contratada pela Clinipam em 1990.

Durante os 18 anos que Gelise ficou na bancada do laboratório foi protagonista de muitas mudanças e sempre as encarou com muito otimismo. Logo que assumiu sua função no Laboratório Bom Jesus foi responsável pela reformulação de todo o estabelecimento para atender às exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e também da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

“Isso foi só o começo. O perfil dos clientes da Clinipam foi mudando e o mercado ficando cada vez mais exigente. Caminhei junto com a empresa e nosso crescimento foi mútuo. Tive que me aprimorar para ajudar a empresa a evoluir. Sempre nos adaptamos às tendências do mercado, com a aquisição de equipamentos de controles de qualidade e adquirimos muito conhecimento em congressos e palestras internacionais. Todo nosso dinamismo refletiu em bons resultados para Laboratório Bom Jesus e conseguimos, cada vez mais, dar mais segurança aos pacientes”, diz Gelise.

A gerente técnica do Laboratório Bom Jesus acredita que encarou todos os desafios com muito otimismo e que herdou esse espírito empreendedor do pai, que era comerciante. “Gosto de novidades, mudanças e projetos, isso é o que me move. Tenho esse lado de empreendedora, corro atrás e acredito que as coisas vão dar certo. Tudo isso aprendi com a convivência com o meu pai, que me dizia que não devemos agir com medo diante das mudanças”, relata Gelise.

Recentemente, quando assumiu a gestão do Laboratório Bom Jesus, se deparou com o maior desafio da sua carreira: abandonar o trabalho técnico e objetivo que exercia na bancada como bioquímica, para se dedicar a desenvolver as pessoas. “Eu tenho esse perfil técnico e passei por uma transição para conseguir desenvolver as habilidades para a gestão de pessoas. E foram meus colegas que me ajudaram muito. Aprendo com eles diariamente”, conta Gelise.

No último mês de abril, ela completou 30 anos na Clinipam. Já está aposentada há quatro anos, mas sente que não chegou ainda ao seu destino final. Gelise tem muito combustível para trabalhar, aprender e se desenvolver cada vez mais. Durante todo esse tempo a gestora cuida da Clinipam e dos seus clientes como se a empresa fosse sua. Ela faz mais que vestir a camisa: dá atenção aos pequenos detalhes, como apagar uma luz acesa para economizar energia e diminuir os custos do negócio. Todas essas atitudes criaram nela uma sensação de “pertencimento”, que liga seu projeto pessoal, seu propósito de vida, à Clinipam. E é por isso que a aposentadoria não está nos planos de Gelise.

Obrigada por toda sua dedicação, Gelise. Desejamos a você uma vida longa para que continue crescendo e alçando novos voos, junto com a Clinipam.

Veja mais notícias