Aqui você encontra materiais e releases da assessoria de imprensa CLINIPAM.


Clinipam apoia projeto “Solidariedade que Aquece”

Clinipam apoia projeto “Solidariedade que Aquece”

Iniciativa do Grupo Marista conecta doadores e entidades que precisam de doação durante pandemia do Coronavírus A solidariedade é a principal arma para combater os efeitos negativos do Coronavírus. Todos os dias, acompanhamos na imprensa ações de organizações de várias partes do mundo que se mobilizam para oferecer ajuda para aqueles que estão em situação de vulnerabilidade. Uma dessas inciativas é o “Solidariedade que aquece”, promovido pela Província Marista Brasil Centro-Sul, do Grupo Marista e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR, da qual a Clinipam é apoiadora. O projeto é um multiplicador de anúncios de doações e atitudes positivas em todo o Brasil. O objetivo é manter corações aquecidos e pessoas protegidas durante o período de distanciamento social, necessário para conter o avanço da pandemia.  O pilar do projeto é o portal Solidariedade que aquece (http://solidariedadequeaquece.com.br/) que conecta doadores e prestadores de serviços a pessoas físicas ou jurídicas que estão precisando de ajuda. Além disso, a plataforma confere visibilidade às ações solidárias que estão sendo realizadas nesse momento, como distribuição de alimentos, doação de produtos de higiene pessoal e até disponibilização de atividades online para entreter as crianças que estão em casa. As iniciativas são divulgadas no portal em formato de anúncios. Desse modo, as empresas e pessoas físicas oferecem o que querem doar. Já quem precisa de doações consegue fazer buscas no site por meio de filtros como tipo de doação e localidade e entrar direto em contato com o doador. A Clinipam recebeu o selo digital “Solidariedade que Aquece – EU APOIO” e vai divulgar no seu site, aplicativo e redes sociais essa iniciativa para seus beneficiários, colaboradores e seguidores. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (41) 3271-6489 ou pelo e-mail contato@solidariedadequeaquece.com.br.

Acesse seu Informe de Rendimentos para Imposto de Renda no site da Clinipam

Acesse seu Informe de Rendimentos para Imposto de Renda no site da Clinipam

Fazer a declaração do Imposto de Renda não é tarefa fácil e muitos precisam até da ajuda de um contador. Nesse caso, o declarante deve disponibilizar para esse profissional o Informe de Rendimentos e o Demonstrativo Imposto de Renda. O prazo para prestar as contas à Receita Federal foi estendido em 2020 para 30 de junho, em razão da pandemia. Lembre-se que os gastos com plano de saúde individual, familiar ou empresarial são dedutíveis da base de cálculo do imposto e também devem ser inclusos no Informe de Rendimentos. Todos os custos destinados ao plano de saúde devem ser declarados na ficha de “Pagamentos Efetuados”, no código 26 do Imposto de Renda para quem faz a declaração completa. O declarante precisa informar o CNPJ, o nome da operadora, o valor pago e as parcelas reembolsadas. Os gastos com dependentes, caso possua, devem constar na declaração.  Se você for fazer o preenchimento da declaração sozinho, siga as orientações do Informe de Rendimentos que está sendo disponibilizado pela em nosso site. O programa do imposto de renda 2020 permite que o informe enviado pelas operadoras seja importado, agilizando o preenchimento por parte do contribuinte. Basta selecionar o botão “importar arquivo do plano de saúde” na ficha Pagamentos Efetuados. Caso seu plano de saúde seja pago integralmente por seu empregador, esse gasto não precisa ser informado.  Caso enfrente algum problema para retirar o Informe de rendimentos, entre em contato conosco.  

Puerpério: Como fica a saúde física e mental depois do parto?

Puerpério: Como fica a saúde física e mental depois do parto?

Chamado de resguardo por nossas avós, esse período que dura, em média, 42 dias após o parto, é marcado por mudanças físicas e psicológicas A frase é clichê, mas é verdadeira: quando nasce um bebê, nasce uma mãe. Esse é um dos momentos mais especiais na vida de grande parte das mulheres. É uma etapa cheia de emoção e encantamento e também de mudanças intensas, física e emocionalmente, para a mãe. Essa fase que dura em torno de 42 dias – 6 semanas – é chamada de puerpério. Nossas avós designavam esse período como ‘resguardo’ e cuidavam com carinho das mamães com uma dieta leve, a base da famosa canjinha. De fato, as mulheres precisam de apoio e de alguns cuidados especiais no puerpério. É que o corpo delas que sofreu muitas mudanças para abrigar o bebê vai passar por novas transformações, agora para voltar aos padrões anteriores à gestação e para cuidar daquele serzinho que depende muito dos seus pais. Para isso, os níveis de hormônios se alteram, o útero começa a diminuir, há descamação da decídua (camada que reveste a parte interna do útero durante a gestação) que causa o sangramento vaginal. As mamas também aumentam porque a produção de leite está a todo vapor. Segundo a enfermeira obstétrica Mayara Paiva Santos, nesse período, é comum que as mamães fiquem chorosas, fadigadas, com falta de libido entre outros sintomas. “A instabilidade de humor pode ser definida como Baby blues ou depressão pós-parto. E caso você se sinta emocionalmente abalada, não se preocupe: busque ajuda com o profissional que te acompanhou durante o pré natal”, informa Mayara. E para preservar a sua saúde, as mulheres que que acabaram de dar à luz devem tomar alguns cuidados, como: realizar repouso relativo; não fazer atividades que exijam grande esforço físico; alimentar-se de maneira equilibrada sem excessos de gorduras, açúcares e sal; manter-se hidratada; observar o sangramento e alterações nas mamas; e acompanhamento médico pós-parto. E se a mamãe sentir dores intensas no baixo ventre; sangramento intenso ou com odor fétido; febre; alterações nas mamas (dor, edema e vermelhidão) é sinal de que ela precisa procurar ajuda médica. Dúvidas frequentas sobre o pós-parto 1. Quando os exercícios físicos estão liberados?  As mamães que passaram por parto normal podem retomar as atividades após 15 dias ou conforme a orientação do profissional que acompanhou seu pré-natal ou sua internação. Já aquelas que realizaram a cesárea devem esperar 45 dias para se exercitar ou conforme a orientação. Um alerta especial para as mulheres que tiveram diabetes gestacional: é muito importante manter uma alimentação controlada, sem excessos de açúcares e sal, e, se possível, realizar atividade física, controlar o peso e manter acompanhamento médico. 2. Como cuidar das mamas? Prefira sutiã de alças largas com boa sustentação, evitar modelos aramados e/ou com bojo. Não utilize conchas ou absorventes devido ao risco da proliferação de fungos por manterem o local úmido e aquecido. Observe se a pega do bebê está correta para evitar fissuras. Não passar buchas, fazer esfoliação ou passar creme hidratante. Tudo isso deixa a mama sensível, favorecendo a ocorrência de fissuras. 3. Como cuidar do corte da cirurgia? O corte da cesárea também merece cuidado especial. A região deve ser lavada com água e sabão durante o banho. Secar bem toda essa área. De acordo com as evidências científicas a retirada deve ocorrer entre 8-10 dias pós-parto, consulte os locais para retirada pelos Canais de Atendimento do Gestante Bem Cuidada da Clinipam. Nos casos da episiotomia a higienização com água e sabão também deve ser feita após as necessidades fisiológicas. Já os pontos devem cair sozinhos. 4. Quando as mamães devem voltar a tomar anticoncepcional? O uso de anticoncepcional está liberado 40 dias após parto, lembrando que na fase de lactação não é recomendado uso de pílulas que contenham estrogênio. 5. Quais as principais recomendações na hora de voltar ao trabalho? As licenças maternidade variam de 4 a 6 meses no Brasil e as mamães precisam estar conscientes e se programar para a nova rotina. Elas devem prever quanto tempo vão demorar para se arrumar, para amamentar e dar de mama para o bebê e prepará-lo para sair de casa, além de separar seus pertencer para levar para o berçário ou para a casa da vovó. O tempo de deslocamento para o trabalho, considerando a parada para deixar o bebê, também deve ser contabilizado para que você não se atrase. Esse momento é carregado de muita ansiedade por grande parte das mamães. Se for o seu caso, lembre-se que essa é uma fase de adaptação e que logo tudo estará dentro da normalidade. E nós temos uma boa notícia: até aquele aperto no peito que acomete muitas mulheres na hora de se separarem dos filhotes após a licença-maternidade é passageiro! 6. Como armazenar o leite materno O leite materno dura 12 horas na geladeira ou 15 dias no congelador e deve ser armazenado em vidros esterilizados e com tampa de plástico. Para servir ao bebê usar o banho-maria para aquecer. E atenção: o leito aquecido que não foi consumido deve ser descartado e não pode voltar para a geladeira ou congelador. No trabalho, as mulheres devem procurar um local reservado, tranquilo e sem muito barulho para fazer a esgota manual das mamas. Não esquecer também das medidas de higiene como lavar bem as mãos e prender os cabelos. Até os seis meses do bebê, as mulheres têm direito a 2 intervalos de 30 minutos para amamentar.

Vídeo homenageia colaboradores da Clinipam na luta contra a pandemia

Vídeo homenageia colaboradores da Clinipam na luta contra a pandemia

Não importa o cargo e nem a hierarquia: todos os colaboradores da Clinipam estão juntos e cumprem um papel essencial no combate ao novo Coronavírus. E é esse espírito de união que é o tema da primeira campanha da Clinipam após ter se tornado uma empresa Grupo NotreDame Intermédica. O vídeo institucional vai ao ar nesta quarta, dia 13 de maio, nas emissoras Globo, SBT e Globonews, em Curitiba e região. Ela também contará com painéis de mídia exterior e mídia digital no Paraná e Santa Catarina (YouTube, Facebook, Instagram e LinkedIn). Com o mote “Mais que juntos, somos um”, a campanha valoriza cada profissional da Clinipam que trabalha incansavelmente, todos os dias, dando o seu melhor nessa batalha contra um inimigo invisível: o novo Coronavírus. O objetivo do vídeo é justamente agradecer a dedicação e o comprometimento de toda a equipe, sobretudo, nesse tempo de pandemia. Esse é o nosso jeito de começar a agradecer cada um dos nossos colaboradores e dizer ao mundo que no combate ao Coronavírus, mais que juntos, somos um. 

Clinipam conquista 3 troféus em premiação da ABRH-PR

Clinipam conquista 3 troféus em premiação da ABRH-PR

Operadora é reconhecida em duas categorias; prêmios são uma chancela da preocupação da empresa com seus colaboradores em vertentes como saúde emocional, comunicação e formação profissionalA Associação Brasileira de Recursos Humanos no Paraná (ABRH-PR) divulgou, na última semana, os vencedores da edição 2019 do Prêmio Ser Humano, premiação promovida pela entidade que reconhece as melhores práticas das empresas na área da gestão de pessoas. Na categoria “Administração” a operadora ganhou o bronze com o projeto “Eu em equilíbrio”, uma iniciativa dirigida para a saúde mental dos colaboradores que têm grande impacto na qualidade de vida desse público. “Somos uma empresa que oferece cuidados com a saúde de forma integral para nossos beneficiários. Por isso, fazemos a lição de casa e cuidados também do bem-estar da nossa equipe. Nossos colaboradores são os clientes do departamento de recursos humanos e merecem ser cuidados pela operadora com a mesma atenção prestada aos nossos beneficiários”, diz Cintia Becker, coordenadora de Gestão de Pessoas da Clinipam.  Ela destaca que, nos últimos quatro anos, os transtornos mentais foram a terceira maior causa de afastamento dos trabalhadores brasileiros. “Não queremos que nossos colaboradores façam parte dessas estatísticas. Nossa intenção é criar um clima organizacional saudável para trabalhar, por isso, investimentos na saúde emocional da nossa equipe”, diz Cintia.  O “Eu em equilíbrio” faz parte de um programa na área de Gestão de Pessoas bem completo, batizado de “Jeito de ser Clinipam”, apoiado numa visão integral do ser humano. Dessa forma, o Jeito de Ser contempla nove dimensões: SER Econômico, SER Social, SER Sustentável, SER Moral, SER Cultural, SER Equilíbrio, SER Saudável, SER Atual e SER Inspirador.  O “Eu em equilíbrio” atua na vertente SER Equilíbrio e foi criado com o objetivo de abordar aspectos da saúde emocional do indivíduo, envolvendo desde uma capacidade adequada de gerenciamento das tensões e estresse de forma que contribuam para as boas decisões e cuidado em relação à vida. “O Programa, implantado em abril de 2019, promove ações voltadas para atendimentos psicológicos individuais, em grupos, ações em promoção à saúde e acompanhamento e monitoramento do bem-estar e da qualidade de vida dos colaboradores da Clinipam”, informa Cintia.  Dobradinha na categoria DesenvolvimentoNa categoria Desenvolvimento a Clinipam arrematou dois prêmios: o segundo lugar com o Programa Talkers e o primeiro lugar com o projeto Unidade Escola. “Fomos surpreendidos com dois reconhecimentos na mesma categoria e esse resultado é uma chancela de que estamos no caminho certo”, afirma a coordenadora de Gestão de Pessoas.  O Programa Talkers atua na comunicação, um processo elementar inclusive nas relações de trabalho. “Valorizamos a comunicação porque entendemos que essa é uma ferramenta capaz de promover o bom relacionamento na organização. No entanto, não queremos que ela seja apenas unilateral e arbitrária, ou seja, por meio de murais, comunicados internos, newsletter, e-mails, entre outros. Com o Talkers conseguimos trabalhar as demais dimensões relacionais àquilo que compreendemos como uma comunicação assertiva e eficaz. Uma das queixas da nossa equipe era de que as coisas acontecem muito rápido na empresae, nem sempre, os colaboradores conseguiam acompanhar todas as notícias”, conta Cintia.  Com o Programa Talkers esse ‘gap’ na comunicação da Clinipam foi resolvido. A iniciativa contempla um grupo de 59 colaboradores, formados por um representante de cada setor. Eles se reúnem mensalmente com o time de gestão de pessoas e do marketing para discutir assuntos pertinentes a todos os segmentos da empresa (ações, novidades, mudanças, políticas interna e campanhas), além de debater dúvidas dos setores que os Talkers apresentam.  “Posteriormente, eles disseminam essas informações para todos os profissionais do seu respectivo setor. Para que os Talkers gerem conteúdos de qualidade são realizadas capacitações sobre comunicação, branding e endomarketing, assim como criação de conteúdo/escrita. É realizado também um momento de interação no qual, em cada reunião, um Talker, apresenta as atividades e características de seu setor aos demais, gerando integração e conhecimento sobre a empresa”, explica Cintia.  Já o Programa Unidade Escola Prática | Seja Bem-vindo a Clinipam trouxe o troféu de 1º lugar para a operadora. Segundo a coordenadora de Gestão de Pessoas, essa iniciativa ganhou uma nova versão em abril de 2019 e seu principal diferencial é o desenvolvimento dos novos colaboradores de atendimento ao cliente, que atuam dentro das Unidades.  “Assim como ou outros dois projetos premiados pela ABRH-PR, essa metodologia foi criada para resolver um problema. Percebemos um distanciamento na entrega esperada do colaborador em relação à comportamento, execução técnica e engajamento nas atividades cotidianas e diagnosticamos que essa situação poderia ser resolvida com formação. Investimos num upgrade dado no treinamento de integração: duração de sete dias, aprofundamos os conteúdos que eram enxutos, realizamos vivência do uso dos sistemas de atendimento, e acompanhamento aos atendimentos presenciais. O propósito é desenvolver agentes de transformação, que agreguem valor a si mesmo e a organização”, finaliza Cintia.  Mais de 230 pessoas já participaram da iniciativa no Paraná e Santa Catarina e 84,6% dos colaboradores pontuaram que o grau de adaptação à empresa seria entre médio a difícil caso não tivessem participado do treinamento.   

Atendimento da Clinipam durante a pandemia do Coronavírus

Atendimento da Clinipam durante a pandemia do Coronavírus

A Clinipam segue o posicionamento deliberado pelo Ministério da Saúde e pelas Secretarias Estaduais de Saúde de Santa Catarina e do Paraná, no que tangem às medidas coletivas de prevenção do Coronavírus.As informações disponibilizadas aqui e nas seguintes notícias são atualizadas diariamente: Atendimento PR e SC      - Informações de atendimento da Clinipam e Laboratórios Bom Jesus para Curitiba e região - clique aqui;       - Informações de atendimento da Clinipam para Santa Catarina - clique aqui;      - Serviços administrativos: SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente), CRC (Central de Relacionamento Corporativo), Ouvidoria, Negociação e Migração, clique aqui;      - Perguntas e respostas sobre o novo Coronavírus, clique aqui. Dr. Clinipam Antes de se direcionar às unidades próprias e hospitais, nosso beneficiário pode tirar dúvidas pelo aplicativo Dr. Clinipam, 24h por dia, de segunda a segunda. Nossa equipe está preparada para passar as orientações necessárias, sobre qualquer sintoma, não só da Covid-19. O aplicativo pode ser baixado na App Store ou na Play Store. Para fazer login no aplicativo, basta utilizar o login e senha usados para acessar a área do beneficiário no site e app da Clinipam. Caso você não tenha ou não lembre do login e senha, entre em contato conosco para que nossa equipe te auxilie. Central de Atendimento Clinipam  Paraná: (41) 3021-3001 Santa Catarina: (47) 3205-3100 

Oferecer amor é o que move Elis, a assistente social do Programa Acolher

Oferecer amor é o que move Elis, a assistente social do Programa Acolher

O verbo acolher é um dos mais generosos da nossa língua porque está relacionado ao ato de dar suporte; consolar; oferecer colo ou um abraço para quem está precisando de apoio em determinado momento de sua vida. O acolhimento já foi até objeto da poesia de Hildebrando de Menezes, que diz: “Tocar em gente./ Olhar o poente./ Cheirar o cangote./ Dar seu suporte./ Consolar o doente./ Respeitar o diferente./ Entender a morte./ Contar com a sorte”.E quando conhecemos um pouco a história de Elisangela Hahn dos Santos, assistente social do Programa Acolher, é inevitável fazer uma relação entre a literatura e a vida dela. As palavras do poeta parecem imitar o dia a dia da colaboradora da Clinipam, que desempenha um papel nobre: dar amparo aos beneficiários em momentos que estão vulneráveis. É ela, junto com a equipe do Acolher, quem acompanha os pacientes vindos de Santa Catarina para realizar tratamento na capital paranaense ou para dar um pouco de conforto para os clientes e seus familiares em casos de internamentos nos hospitais da rede própria.Para ela, sua atuação na Clinipam faz a diferença. A profissional já coleciona uma série de histórias recheadas de emoção em seu currículo. “É gratificante. Um dos primeiros casos que atendi, marcou a minha carreira. Recebemos um paciente com um quadro bastante complexo. Cardíaco, ele precisou fazer uma cirurgia. E graças a nossa agilidade, inclusive nas questões burocráticas, o procedimento foi realizado com muita rapidez. O paciente passou apenas um período curto hospitalizado e, quando chegou em casa, mandou uma foto com o filho de dois anos no colo, com uma mensagem de agradecimento. Aquela imagem só foi possível graças a agilidade da nossa equipe, desde a liberação do procedimento, passando pelo deslocamento e rapidez para fazer a cirurgia. Muitas vezes, não temos a noção de como a realização do nosso trabalho traz desdobramentos para a vida das pessoas. Já perdi as contas de quantos pacientes e familiares ajudei desde que ingressei no Programa Acolher. Damos a eles aconchego e carinho. Não é um contato impessoal, feito pelo telefone. Estamos ali presentes fisicamente, sabemos os nomes das pessoas e conhecemos as suas histórias”, diz.Quando Elisangela - conhecida pelos colegas de trabalho como Elis - ingressou na Clinipam, em 2012, aos 17 anos, não imaginava que aquela oportunidade lhe traria tanto crescimento pessoal e profissional. Tão pouco, acreditava que poderia exercer na operadora um cargo condizente com sua formação na área de assistente social. “Ser assistente social na Clinipam, com certeza é um grande desafio, buscar garantir direitos, ter um olhar humano para a pessoa, tentando garantir, no dia a dia, o bem-estar dos beneficiários, por meio do nosso trabalho”, afirma. Isso porque foi contratada como auxiliar administrativa na auditoria médica. Ficou naquele setor até 2018 e lá galgou novos cargos: se tornou assistente, analista e depois supervisora e quando o Programa Acolher teve início, agarrou essa oportunidade com as duas mãos. “Eu estava quase me formando como assistente social e todas as experiências acumuladas nas demandas e aprendizados sobre liberações e a vida da operadora na auditoria médica me ajudaram muito na nova função. Era um setor muito técnico e, apesar de não ter acesso ao público, ajudava muito os beneficiários, porque cuidava dos processos de liberação de exames e cirurgias. O trabalho tinha um impacto para o cliente, mesmo sem ele me ver. Lá, já exercia a empatia e tentava dar o meu melhor, me colocando no lugar da pessoa que estava aguardando por um procedimento. Isso era o mais legal”, relata. Agora, Elis tem a oportunidade de olhar nos olhos e segurar nas mãos dos beneficiários e oferecer, na prática, todo esse acolhimento. O melhor de tudo, na profissão que escolheu, é sentir na pele todos os sentimentos expressos na poesia de Hildebrando de Menezes que fala sobre o ato de oferecer abrigo: “Não perder o Norte./ Ser sempre amigo./ Adormecer pequeno./ Acordar um gigante.”

Conheça o programa gratuito Saúde em Casa da Clinipam

Conheça o programa gratuito Saúde em Casa da Clinipam

O isolamento social é extremamente importante para diminuir a propagação do novo Coronavírus. Porém, ficar em casa sem fazer nada pode ser monótono não é mesmo? Por isso, criamos o Saúde em Casa — um programa que vai te ajudar a viver melhor esses dias de quarentena. Indicado para o público 49+, o Saúde em Casa da Clinipam vai levar até você conteúdos educativos sobre saúde e bem-estar, dicas de aplicativos, vídeos para se exercitar em sua casa e muito mais.  Basta acessar essa página para conferir nossas dicas!  Por que devemos ficar em casa durante a pandemia da Covid-19 Neste vídeo, a Dra. Roseane Prado explica porque devemos ficar em casa, em afastamento social, durante a pandemia do novo Coronavírus, e como o isolamento ajuda a diminuir o contágio da doença.___________________________________________________________________________________________________Saúde mental em tempos de quarentena Mesmo para quem gosta de ficar sozinho, o isolamento social pode ser algo bem difícil. Alguns momentos trazem a preocupação do que pode acontecer, estresse, ansiedade, medo e tristeza. É importante que você fique em casa para se proteger do coronavírus, mas cuidar da saúde mental também devem estar no topo das suas prioridades. Para isso, a Clinipam selecionou algumas dicas de ações que podem te ajudar enfrentar este momento de isolamento social:___________________________________________________________________________________________________Como melhorar sua imunidade com uma alimentação saudável Manter uma boa alimentação é fundamental para que o sistema imunológico fique fortalecido e ajude a prevenir doenças e viroses. Embora não haja nenhuma dieta que ajude a evitar a contaminação por Coronavírus, ingerir alimentos saudáveis contribui para seu organismo ficar forte e para impedir complicações caso você contraia alguma doença, inclusive a Covid-19.Mas, não são só as escolhas que fazem a diferença: preste atenção no modo de preparo e na higienização dos alimentos. Você sabe como manter uma dieta balanceada? O Saúde em Casa explica tudo nesta cartilha exclusiva:___________________________________________________________________________________________________Conheça 8 motivos para meditar e fazer yoga Você já meditou ou praticou yoga? Clique na imagem a seguir e conheça 8 benefícios que essas práticas oferecem para nosso corpo e mente:Fique de olho em nosso site! Em breve vamos ter mais informações sobre como incluir a yoga e a meditação na sua rotina.___________________________________________________________________________________________________Você já ouviu falar em máscara de pano caseira?Com a campanha "Máscara para Todos", o Ministério da Saúde passou a recomendar o uso de máscaras de pano caseiras em situações que seja difícil adotar o distanciamento social — como para ir ao supermercado ou à farmácia. É importante destacar que a máscara não substitui os outros cuidados que devemos manter para evitar o contágio pelo novo Coronavírus, como manter a etiqueta respiratória, adotar o isolamento e higienizar as mãos frequentemente. A medida tem como objetivo minimizar o risco de propagação da Covid-19 e ainda estimular as pessoas a não utilizarem máscaras profissionais, que são destinadas às pessoas que estão na linha de frente de combate ao Coronavírus. Você sabe quais são os cuidados a tomar com a sua máscara de pano caseira? Especificamos tudo a seguir:___________________________________________________________________________________________________Pratique atividades físicas em casaFazer exercícios é fundamental para manter a saúde física e mental em tempos de Coronavírus. Esse hábito, associado a alimentação saudável, também contribui para:      - O seu bem-estar;      - Estimula a produção de endorfina;      - Melhora os índices de colesterol;      - Aumenta a autoestima. Que tal praticar exercícios fáceis dentro de casa? Para te guiar na missão de incluir essa prática no seu dia a dia, o Saúde em Casa disponibiliza uma vídeoaula com o professor Rafael Francisco Pellizari sobre como fortalecer os músculos. Você vai precisar de: 1 bastão ou cabo de vassoura, 1 cadeira e 2 garrafas de água cheias (para usar como peso).___________________________________________________________________________________________________Leia um livro e viaje sem sair de casa Com o poder de transportar o leitor para mundos não explorados, os livros podem ser a melhor viagem para os fins de semana em quarentena. De clássicos da literatura mundial a lançamentos que ensinam uma nova percepção da vida, o Saúde em Casa criou uma lista exclusiva para você comprar sua passagem para outra dimensão. Então, aperte o cinto e escolha e escolha seu destino:___________________________________________________________________________________________________Que tal praticar yoga? As atividades físicas, aliadas à alimentação saudável, são essenciais para manter o bom funcionamento do corpo. Criar uma rotina de exercícios diários contribui para a prevenção de doenças. Mas, se você não consegue se adaptar à ginástica convencional, que tal tentar yoga?O Saúde em Casa disponibiliza uma videoaula com exercícios de yoga e meditação para te ajudar a incluir essa prática no seu a dia a dia. Neste primeiro vídeo, a professora do GNDI ensina exercícios de respiração, além de movimentos para iniciantes: ___________________________________________________________________________________________________Divirta-se exercitando a sua memória Jogos de celular podem ser bem divertidos, mas você sabia que eles também podem trazer outros benefícios? Sim! Alguns jogos também estimulam a nossa memória e capacidade de solucionar problemas. Eles são uma ótima opção de “diversão ativa”, especialmente neste momento de quarentena. O Saúde em Casa selecionou alguns aplicativos ótimos para estimular a mente – todos disponíveis de forma gratuita. Basta clicar no botão abaixo da descrição dos jogos: se você tiver um iPhone, clique iOS; se seu celular for de outra marca, selecione Android. Depois, aperte em instalar. O próximo passo é se divertir com os aplicativos escolhidos! Clique na imagem a seguir e acesse nossa seleção de aplicativos:___________________________________________________________________________________________________Incorpore os exercícios físicos na sua rotina com mais uma videoaulaManter uma rotina de atividades físicas precisa ser incorporada à rotina. Por isso, o Saúde em Casa te orienta semanalmente disponibilizando videoaulas sobre exercícios de musculação. Neste vídeo, o professor e educador físico Rafael Francisco Pellizzari, mostra de forma prática como fazer exercícios utilizando objetos que todos temos em casa.Separe todos os itens importantes, faça alongamento e aperte o play!___________________________________________________________________________________________________Está preparado para a aula de Yoga desta semana? O Saúde em Casa lança mais uma videoaula de yoga para te ajudar a manter o bem-estar sem sair de casa. Desta vez, a professora Fátima da Fonte Lenne mostra como realizar movimentos simples e leves ao mesmo tempo em que treina a respiração. Você pode realizar os exercícios sozinho ou chamar alguém de casa para te acompanhar! Está pronto (a)? Então confira o vídeo abaixo!___________________________________________________________________________________________________Campanha de Vacinação contra a GripeJá tomou a vacina da gripe este ano? Se ainda não se vacinou vá até o posto mais próximo e previna-se. A vacina não tem eficácia contra o novo Coronavírus, mas é importante para auxiliar no diagnóstico da doença. Por terem sintomas muito parecidos, uma pessoa com suspeita de Covid-19 que se imunizou contra a gripe, consegue obter um diagnóstico mais cedo e fazer o tratamento adequado à doença.Mas lembre-se: ao sair de casa, utilize máscara e mantenha a distância de pelo menos 1,80m de outras pessoas. Além disso, leve um álcool gel com você para higienizar as mãos com frequência. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe é feita em etapas (veja abaixo), porém se você ainda não tomou e já passou o período do grupo prioritário que faz parte, vá mesmo assim a um posto de saúde para se imunizar. Confira as etapas da campanha: 23/03 - Início da 1ª EtapaIdosos (60 anos ou mais) e trabalhadores da área da saúde. Pessoas das forças de segurança e salvamento também entram nessa etapa, mas com data de vacinação a partir de 30/03.16/04 - Início da 2ª EtapaPortadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e povos indígenas. 09/05 - Início da 3ª EtapaProfessores de escolas públicas e privadas, crianças (6 meses a menores de 6 anos), gestantes, puérperas, adultos de 55 a 59 anos de idade e pessoa com deficiência. Moradores de Curitiba e região, veja os locais de vacinação contra a gripe aqui. Obs.: A Clinipam não realiza/comercializa a vacinação contra a gripe._________________________________________________________________________________________________A importância de fortalecer a musculatura em casa Neste tempo em casa, é importante não se esquecer de incluir exercícios físicos no dia dia para manter a saúde. Esta semana, o Saúde em Casa oferece mais um vídeo de fortalecimento muscular para fazer em casa. Utilizando itens que todo mundo tem, você pode se exercitar e garantir o seu bem-estar! O professor Rafael Francisco Pellizari te mostra como realizar exercícios simples para movimentar o corpo. Veja o que você vai precisar: - 2 garrafas de água pequena (cheias); - 1 bastão ou cabo de vassoura.Alongue-se e vamos lá!_________________________________________________________________________________________________Dicas para trabalhar de casa Muitas empresas adotaram o modelo home office devido ao isolamento social. Pessoas trabalhando em casa podem enfrentar problemas, principalmente por conta da mudança na rotina. Por isso, o Saúde em Casa selecionou algumas dicas para te ajudar a ser mais produtivo e como montar seu espaço para trabalhar em casa. Confira: _________________________________________________________________________________________________Confira a aula de yoga desta semanaNada como começar a semana com leveza e corpo alongado, não é mesmo? Por isso, hoje você recebe a terceira videoaula de yoga para fazer em casa! A professora Fátima de Fonte Lenne usa objetos fáceis para ensinar exercícios simples, associados a respiração para ajudar na manutenção do bem-estar.Com atividades para pessoas com diferentes preparos físicos, as aulas de yoga podem ser feitas individualmente ou com a companhia de algum familiar. Vamos lá?_________________________________________________________________________________________________Filmes para ver no ?m de semana Não é legal passar o fim de semana assistindo filmes? Embora esse hobby seja ótimo – ainda mais quando inclui pipoca –, às vezes passamos mais tempo escolhendo o filme do que de fato assistindo. Se isso também acontece com você, não se preocupe! O Saúde em Casa montou uma lista de filmes inspiradores para você aproveitar o dia com a família ou ter um momento só seu. Para assistir aos filmes, clique no nome da plataforma e aproveite! Caso você ainda não seja cliente de nenhuma delas, a maioria oferece de 7 a 30 dias grátis como degustação.___________________________________________________________________________________________________7 motivos para realizar atividades físicas Se você ainda não se convenceu de que praticar atividades traz diversos benefícios para a saúde, não tem problema, o Saúde em Casa traz 7 motivos:       1. Melhora o equilíbrio       2. Fortalece os ossos       3. Controla o peso corporal       4. Melhora os índices de glicose e colesterol       5. Ajuda a saúde mental       6. Melhora o sono       7. Faz bem para o coração Agora que você já sabe os benefícios de praticar atividade física, que tal ver a quarta aula de fortalecimento muscular do Saúde em Casa? Separe uma cadeira e duas garrafas com água e aperte o play!

Combate ao Coronavírus: Clinipam conta com reforço em sua equipe

Combate ao Coronavírus: Clinipam conta com reforço em sua equipe

A Clinipam, uma empresa do Grupo NotreDame Intermédica, conta com um comitê de crises formado por um time assistencial e administrativo robusto. O grupo planeja, atua e monitora ações e casos envolvendo a pandemia do Covid-19 em tempo integral. Agora, temos a honra de anunciar um reforço de peso nesta missão: a participação do Dr. Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho, que discute protocolos de treinamentos da equipe e os casos dos nossos pacientes.  Dr. Carlos Roberto pertence ao Centro de Contingência de Controle do Estado de São Paulo. Formado em medicina, possui especialização em Clínica Médica e Pneumologia e doutorado. Atua como professor titular de Pneumologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, diretor da Divisão de Pneumologia, membro do Conselho Deliberativo do Hospital das Clínicas e do Conselho Diretor do InCor. É, também, coordenador da Comissão de Terapia Intensiva da Diretoria Clínica do Hospital das Clínicas FMUSP.  Damos boas-vindas ao Dr. José Roberto e reiteramos nosso compromisso de atendimento de qualidade aos nossos mais de 350 mil beneficiários no PR e em SC.  

Cuide da sua mente durante a quarentena

Cuide da sua mente durante a quarentena

O isolamento social mudou a nossa rotina e nossos hábitos! Nesse post, trazemos dicas para amenizar a ansiedade e te mostrar que até o novo Coronavírus tem um lado positivo: é tempo de olharmos com mais empatia para nós mesmosTodo mundo já ouviu essa frase: “a vida é um sopro”. No entanto, em tempos de pandemia do novo Coronavírus, esse ditado popular ganhou mais sentido. Todos os dias somos bombardeados de informações sobre os óbitos mundo afora causado pela Covid-19 e todo esse choque de realidade parece ser uma ameaça a nossa própria existência e à vida de quem amamos. E tudo isso desestabiliza nossa saúde mental.O isolamento social e todas suas implicações, como exercer o trabalho na sala de casa e, ao mesmo tempo, dar atenção à família e conseguir ajudar os filhos a cumprir o calendário escolar, por si só, já causam uma grande mudança no cotidiano.Sem falar das preocupações com a economia, com a manutenção dos negócios e dos empregos. Se formos parar para analisar, a pandemia trouxe muitas informações e muita pressão para nosso dia a dia e nos fez desenvolver novas habilidades, para se adaptar ao distanciamento que afeta nosso trabalho e nossa vida familiar. Daí a importância de cuidar da saúde mental para conseguir fazer essa travessia, para uma nova era que começará pós pandemia, sem grandes estragos para nosso corpo e mente. De alguma forma, toda a população está sendo afetada e a ansiedade passou a ser um sintoma crônico do novo Coronavírus que acomete toda a sociedade: desde o patrão, que terá que dar cambalhotas para pagar as contas e os salários dos colaboradores, passando pelo jovem diabético que está com medo de contrair o vírus, e pelos filhos que, mais do que nunca, se preocupam com a saúde dos pais e avós. Ninguém saíra ileso: caímos todos de paraquedas num mundo cheio de incertezas.E para lidar melhor com toda essa situação, preparamos algumas dicas para ajudar você a conviver melhor com esse novo cenário, preservando sua saúde mental. Vamos lá?        1. Evite o bombardeio de informações na quarentenaVivemos conectados e, ao mesmo tempo em que a tecnologia é uma aliada, principalmente por encurtar distâncias nesse tempo de crise, ela pode ser prejudicial a nossa saúde mental. Quem de nós dá conta de assistir a todos os vídeos e de ler os conteúdos que recebemos nos grupo de whatsapp? Vale ressaltar que grande parte dessas informações são fake news. Por isso, é bom evitar essa pandemia de factoides, que é nociva e interfere no nosso bem-estar. Basta deletar ou simplesmente ignorar grande parte dos conteúdos que recebe no celular e escolher um canal para obter informação segura e confiável. Procure evitar ler notícias o dia todo na internet e não fique colado na tv vendo uma programação exclusiva sobre o novo Coronavírus. Procure escolher um horário do dia para se informar. Caso contrário, você passará o dia todo só pensando nisso.        2. Estabeleça uma rotinaSim, é difícil, mas criar uma rotina vai te ajudar a enfrentar a quarenta com menos ansiedade e estresse. Foque nos aspectos positivos do isolamento: como irá trabalhar em casa, pode até dormir um pouquinho mais! Coloque o relógio para despertar e troque de roupa antes de iniciar o expediente. Isso mesmo: tire o pijama nem que seja para caminhar do quarto para a cozinha! Crie um ambiente confortável (ergométrico) e agradável para trabalhar. Sua cama pode não ser o lugar mais produtivo para o home office! Mantenha as horas de expediente que seriam dedicadas ao trabalho no escritório e faça pausas para tomar uma água, respirar um ar puro na janela e para se alimentar adequadamente. Uma das maiores dificuldades de trabalhar em casa, principalmente para quem tem filhos, é equilibrar a vida pessoal e a profissional. Então, estabeleça horário para trabalhar e para conviver com a família. Determine horários para o lazer e para ajudar as crianças nas tarefas escolares, por exemplo. E não descuide das atividades físicas. Os exercícios não devem ficar de fora da sua rotina. Aliás, esse pode ser um momento bem divertido e partilhado por todos os membros da família. São muitos os aplicativos na internet que podem te ajudar a mexer o esqueleto. Para te animar, listamos os principais benefícios das atividades físicas na quarentena: além de melhorar o sistema imunológico, as atividades físicas ajudam a manter o peso. E os hormônios de bem-estar liberados durante a prática esportiva vão contribuir para manter o equilíbrio da mente.        3. Medite ou faça terapiaOs adeptos da terapia devem migrar para a plataforma online para não interromper as consultas. Nessas horas, contar com um profissional especializado vai te ajudar a lidar com o medo, o pânico e todas as inseguranças nesse momento de pandemia. E se você ainda não tem um psicólogo para chamar de seu e sente que anda um pouco depressivo ou estressado, talvez seja o momento certo para aderir à terapia.Meditar é mais uma forma de aliviar a ansiedade. Mais uma vez é hora de enxergar o lado bom do isolamento e adotar novos hábitos que serão transformadores para nossa vida quando encararmos o mundo que existe fora do muro da nossa casa. Vamos aproveitar o recolhimento para repensar sobre o que de fato importa na nossa vida, de organizar a nossa mente, de reaprender a respirar, de apreciar os momentos de silêncio e introspecção. Na internet você vai encontrar vários sites que ensinam a prática da meditação: então aproveite e use a tecnologia para marcar um encontro consigo mesmo. É grátis e você pode fazer de qualquer lugar da sua casa.        4. Aproveite a quarentena para fazer o que você gostaEscutar uma música, ler um livro, assistir filmes ou séries, se aventurar na cozinha e aprender receitas novas, montar um quebra-cabeça. Que tal se desligar do celular e buscar um hobby para aproveitar o tempo livre dessa quarentena? A internet é um mundo de oportunidades, basta sabermos aproveitar o melhor que as plataformas online podem nos oferecer. Temos acesso a muito conteúdo gratuito. É possível assistir aulas online, fazer cursos e realmente mergulhar em uma nova paixão. Que tal?        5. Use a tecnologia para marcar encontros com as pessoas que você amaOs encontros virtuais são uma boa pedida para amenizar a saudade de quem está lá fora! Abuse e use das chamadas de vídeos para compartilhar os momentos especiais com sua família e amigos nessa quarentena!

Paraná já registra mais de 65 mil casos de dengue

Paraná já registra mais de 65 mil casos de dengue

Mobilização popular é fundamental para acabar com a água parada e, consequentemente, com os criadouros do mosquito que transmite a doença Além do Coronavírus, outra doença avança no Paraná. Estamos falando da dengue. Os casos confirmados no ano epidemiológico já passam de 65 mil no Estado, que contabiliza 49 mortes ocasionadas por essa enfermidade em 2020.Se essa doença já é preocupante normalmente, o cenário torna-se ainda mais dramático com a pandemia de Coronavírus, por conta da escassez de leitos hospitalares para atender uma demanda recorde de pacientes. Nas últimas semanas, o sistema de saúde no interior do Paraná, onde a prevalência da dengue é maior, já estava operando no limite por conta das internações relacionadas à doença.  O verão e o outono são as estações preferidas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. As temperaturas mais altas e chuvas regulares favorecem o acúmulo de água nas residências. É a morada perfeita para o inseto que, além da dengue, transmite o zika vírus e a chikungunya. Todas são doenças com sintomas severos, que podem levar ao óbito se não tratadas a tempo.  Fernando Chong, médico de família da Clinipam, explica quais são os sintomas da dengue: “febre de início abrupto (geralmente entre 39 e 40ºC), com duração de dois dias a uma semana, dor de cabeça, muscular e nas articulações, prostração, lesões avermelhadas e coceira pelo corpo e dor nos olhos.” E é bem importante ressaltar que a dengue é uma doença que pode ser evitada. Uma medida bem simples é não deixar água parada, para inibir a proliferação do mosquito. Você sabia que 80% dos criadouros são residenciais? Por isso, a mobilização popular é fundamental no êxito das ações e consequente eliminação de focos.  Bastam apenas 10 minutos por semana para deixar o ambiente livre do mosquito. A vistoria deve acontecer em caixas d’água, tonéis, vasos de plantas, calhas, garrafas, lixo e bandejas de ar-condicionado, evitando deixar água parada que sirva de criador. Proteja-seA melhor forma de se proteger do mosquito é evitar que ele se desenvolva, ou seja, eliminar os focos de larvas. O uso de inseticidas não elimina o Aedes aegypti adulto e ainda causa sérios danos à natureza. As contra indicações são as mesmas no caso de uso em larvas.A melhor maneira de combater o mosquito adulto é eliminar as águas paradas, ou seja, os criadouros do mosquito. Não havendo água parada, as fêmeas não têm um lugar adequado para que seus ovos se desenvolvam e assim, a população de mosquitos adultos vai sendo reduzida até não representar mais perigo.Existe uma série de medidas que se não impedem a transmissão da dengue, chikungunya e zika, mas dificultam a incidência das doenças. Confira algumas dicas:      - O uso de espirais ou vaporizadores elétricos: devem ser colocados ao amanhecer e/ou no final da tarde, antes do pôr-do-sol, horários em que os mosquitos mais picam.      - Mosquiteiros: devem ser usados principalmente nas casas com crianças, cobrindo as camas e outras áreas de repouso, tanto durante o dia quanto à noite.      - Repelentes: podem ser aplicados no corpo, mas devem ser adotadas precauções quando utilizados em crianças pequenas e idosos, em virtude da maior sensibilidade da pele.      - Telas: usadas em portas e janelas, são eficazes contra a entrada de mosquitos nas casas.

Demonstrações Contábeis 2019

Demonstrações Contábeis 2019

Relatório da AdministraçãoNos termos das disposições estatutárias, legais e regulatórias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações financeiras da Clinipam - Clinica Paranaense de Assistência Médica Ltda e o relatório dos auditores independentes referentes ao exercício social findo em 31 de dezembro de 2019.Desempenho econômico financeiroEm um ano de ajustes econômicos e de aprovações de medidas importantes para o crescimento do País, e de lenta recuperação econômica, conseguimos bons resultados com o vento contrário ao setor. Ainda assim, o desempenho da companhia foi consistentemente crescente, encerrando o exercício com um crescimento de 22,6% nas contraprestações efetivas. No entanto, em função da alta inflação médica, apresentada muito acima dos níveis de inflação oficiais, além aumento do nível da utilização dos serviços, continuamos dando atenção especial às áreas sensíveis ao negócio. Estamos trabalhando forte no sentido de reduzir custos médicos e outras despesas diretamente relacionadas à assistência à saúde.Apesar de todo o cenário adverso, encerramos o exercício com um lucro líquido na ordem de R$ 61 milhões. Importante ressaltar que o Grupo Clinipam vem crescendo de forma consistente. O número de beneficiários atendidos cresceu a uma taxa média anual de, aproximadamente, 17% ao ano, se consolidando como a maior plataforma independente de saúde suplementar com rede própria de atendimento na região Sul do país. São mais de 340 mil clientes de saúde familiares e empresariais no Paraná e em Santa Catarina.Essa solidez, reputação e sustentabilidade, atraíram o olhar do Grupo NotreDame Intermédica (GNDI), cujo modelo assistencial se assemelha ao da Clinipam. Com 4,9 milhões de beneficiários, o GNDI é a maior empresa de saúde do Estado de São Paulo e destaca-se pela rápida e constante evolução dos seus serviços, que resultam na qualidade assistencial oferecida a custos acessíveis, posicionamento que converge com o da Clinipam. Desde 1968 no mercado de saúde, o GNDI dispõe de ampla rede própria de centros clínicos, hospitais, prontos-socorros, maternidades, pontos de coleta ambulatoriais, espaços de convivência para o público sênior e unidades de medicina preventiva, além de rede credenciada e clínicas odontológicas presentes em todo o País.Em novembro de 2019 houve a assinatura da intenção de venda, sendo que as empresas do Grupo seguem suas operações normalmente, certos de que o sucesso da transação proporcionará saúde de qualidade acessível a gerações de brasileiros. A confirmação da negociação está sujeita à aprovação da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) e do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).Política de destinação dos resultados do exercícioEm conformidade com a legislação societária, após absorção dos lucros/prejuízos acumulados, e distribuição de dividendos, o saldo remanescente foi transferido para conta de reserva de lucros.Principais investimentos realizados- Abertura de filial em Joinville – SC;- Início da construção do parque de exames laboratoriais no município de Pinhais, região metropolitana de Curitiba com programação de cerca de 4.000 m²;- Início da Construção da Unidade de atendimento no bairro Mercês, na região central de Curitiba com aproximadamente 2.500 m²;- Reforma da Unidade do Coração em Curitiba, duplicando a área de atendimento;- Reforma do 6º andar do prédio situado na Rua Monsenhor Celso, centro de Curitiba, com ampliação de mais oito consultórios;Todos esses investimentos demonstram claramente que investir em saúde e qualidade de vida é a nossa prioridade.Perspectivas e planos da Administração Mesmo com a assinatura da intenção de venda para o Grupo GNDI, a Clinipam continua confiante no desenvolvimento do setor de saúde suplementar no Brasil. Continuaremos oferecendo muito mais do que um plano de saúde a preços competitivos, através do gerenciamento de custos por meio de programas especiais, visando obter resultados positivos e sustentáveis, com benefícios para todos os públicos envolvidos. Declaração sobre capacidade financeiraA companhia dispõe e tem capacidade financeira suficiente para cumprir as obrigações, junto à ANS e seus fornecedores.Agradecimentos Por fim, é forçoso reconhecer que nestes 36 anos não nos faltaram o apoio decisivo e a confiança de fornecedores e parceiros de negócios. Agradecemos também a dedicação apaixonada de todos os colaboradores que fizeram da Clinipam, pelo 6º ano consecutivo, uma das melhores empresas para se trabalhar na área de saúde do sul do Brasil. E, claro, muito obrigado aos mais de 340 mil associados, razão final do trabalho que desempenhamos.Cadri MassudaSócio administradorCLINIPAM DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E NOTAS EXPLICATIVASRELATÓRIO DA AUDITORIA INDEPENDENTE