Definição



A Pneumologia é um ramo médico que estuda e investiga o funcionamento da respiração e a estrutura do aparelho respiratório, em especial os pulmões, traqueia e brônquios. Além disso, também tem como objetivo estudar as doenças relacionadas com esse sistema, onde pode oferecer soluções e intervenções, por exemplo.

Devido aos avanços na medicina e outros aspectos, áreas como a Medicina Nuclear, Otorrinolaringologia e Radiologia estão intimamente ligadas com a Pneumologia, bem como a Fisioterapia e a Enfermagem, que também podem se correlacionar.

Pneumologista


O Pneumologista é o responsável médico que diagnostica, trata e acompanha pacientes com patologias respiratórias.

Para se formar Pneumologista, é necessário realizar a faculdade de Medicina, com duração de 6 anos, com ciclo básico de disciplinas, ciclo profissional com escolha da especialidade da Pneumologia e internato ou estágio.

Após esse período, o recém-formado realiza uma fase de residência hospitalar na área da Pneumologia com duração de aproximadamente dois anos.

Aparelho respiratório


O aparelho respiratório tem como função realizar troca de gases com o ar atmosférico, concentrando o oxigênio, necessário para reações metabólicas no sangue e eliminando gases residuais dessas reações, representado principalmente pelo gás carbônico.

Ele é constituído pelos tratos ou vias respiratórias superior e inferior. O trato respiratório superior é formado por órgãos exteriores à caixa torácica como:

• Nariz

• Cavidade nasal

• Faringe

• Laringe

• Parte superior da traqueia

Já o trato respiratório inferior é formado por órgãos localizados dentro da caixa torácica:

• Parte inferior da traqueia

• Brônquios

• Bronquíolos

• Alvéolos

• Pulmões

• Camadas da Pleura

• Músculos

Os Pulmões


Os pulmões são os órgãos principais do sistema respiratório responsáveis por realizar, por meio da respiração, o encontro do ar atmosférico com o sangue circulante, ocorrendo troca gasosa de gás carbônico por oxigênio nos alvéolos pulmonares. Esse processo recebe o nome de Hematose.

Eles estão situados um de cada lado no interior do tórax e são formados por duas massas esponjosas na forma de um cone irregular. Cada um mede cerca de 25 cm de altura e pesa 700g, com o pulmão direito sendo maior e mais alto para que o fígado possa ser acomodado.

Ele é dividido por duas fissuras que formam 3 lobos:

• Superior

• Médio

• Inferior

O pulmão esquerdo acaba sendo menor em relação ao direito devido ao espaço da caixa torácica ser ocupado também pelo coração.

É dividido por uma fissura, que forma dois lobos:

• Superior

• Inferior

Os pulmões estendem-se do diafragma até um pouco acima das clavículas, justapostos às costelas.

Quando procurar um Pneumologista?


O paciente precisa observar o funcionamento das suas vias respiratórias constantemente por meio de comandos simples como respirar e inspirar e verificar a aparição de secreções, congestão das vias, falta de ar, tosse, chiado, aperto no peito e dores na face e testa, por exemplo.

Quando sintomas como esses aparecem, é preciso contar com o auxílio de um Pneumologista, que pode indicar o melhor tratamento ou procedimento cirúrgico em caso de doenças respiratórias.

Procure seu médico regularmente, já que algumas doenças respiratórias podem ser diagnosticadas sem sintomas.

Prevenção


Casos de problemas mais básicos, como gripe e resfriados podem ser prevenidos por ações simples como manter os ambientes de casa arejados e ingerir líquidos regularmente. Outras saídas podem ser as vacinas, que previnem a gripe e outros vírus, que podem ser indicadas por um médico.

Outras prevenções contra doenças respiratórias:

• Evitar o vício do fumo

• Evitar lugares com muita poeira ou fumaça

• Evitar contato com pessoas com sintomas de doença respiratória

• Manter a respiração realizada pelo nariz, que tem a função de filtrar o ar

• Lavar e expor ao sol regularmente lençóis, itens de cama e roupas

• Manter a alimentação balanceada e rica em vitamina C

Doenças


As doenças respiratórias podem ser mais comuns do que se imagina e não devem ser esquecidas, já que algumas delas podem causar sérios danos à saúde ou até mesmo a morte.

Entre as doenças respiratórias, existem as mais comuns como a gripe e os resfriados, que não oferecem grandes riscos à saúde, mas que devem podem e devem ser evitados.

Outras patologias mais graves são:

• Asma

• Pneumonia

• Tuberculose

• Enfisema

• Bronquite

• Bronquiectasias

• Câncer de Pulmão

• Insuficiência respiratória

• Pleurisias

• Broncopatia

• Hipersensibilidade respiratória

• Infecções respiratórias

Outras doenças localizadas no nariz, laringe e faringe, são de responsabilidade de um otorrinolaringologista.

Tratamentos


O tratamento de uma doença respiratória depende essencialmente do seu tipo, severidade e estado geral do paciente, que deve ser avaliado pelo Pneumologista, que observa e indica o melhor procedimento em caso de problema.

Em geral, pacientes com doenças menos severas podem receber a indicação de medicamentos como antibióticos, corticosteroides e broncodilatadores.

Outros tratamentos indicados em caso de patologia mais grave pode ser:

• Fisioterapia

• Oxigênio

• Ventilação mecânica

• Ventilação líquida

• Radioterapia

• Cirurgia

Atualmente, o diagnóstico e tratamento das doenças respiratórias são facilitados pela criação de aparelhos cada vez mais avançados, como é o caso do diagnóstico por imagem, que dispensam outros procedimentos mais invasivos para a realização da biópsia.

Consulte sempre um médico.


Guia Médico