O especialista



Depois de cursar Medicina e completar sua especialização e residência em Oftalmologia, esse profissional está apto para realizar consultas e exames nos pacientes que o procurarem, além de acompanhar a evolução de possíveis doenças oculares apresentadas. É através da avaliação feita por ele, que o paciente saberá se tem ou não a necessidade de mudar seus hábitos de vida, usar óculos, fazer alguma cirurgia, usar alguma medicação ou ingressar em um tratamento.

O Oftalmologista é o médico capaz de lidar com todas as doenças oculares, podendo assim atuar na área clínica ou hospitalar, seja na rede pública ou particular. A necessidade constante de se aprimorar cada vez mais, faz com que esse profissional precise estudar permanentemente, se especializando através de cursos, congressos, palestras, etc. É necessário que ele se mantenha atualizado sobre novos métodos, técnicas, tratamentos e diagnósticos.

O olho



Esses órgãos tão importantes do nosso corpo são partes sensíveis de nós, que exigem muito cuidado e atenção. Eles se encontram dentro da órbita e ficam protegidos pelas pálpebras. São compostos por células receptoras sensoriais, um sistema para focalizar o que vemos e outras células que iniciam o processo dos estímulos até que sejam enviados ao córtex cerebral e possamos enxergar com clareza.

Sua composição externa é constituída pela córnea e a esclera (parte branca). Já a camada média ou vascular é composta pela íris, coroide, cório e corpo ciliar. Internamente, o olho é constituído pela retina. Há ainda o humor aquoso, um líquido incolor que se localiza entre a córnea e o cristalino. Já o humor vítreo é a substância gelatinosa que preenche o espaço interno do globo ocular.

A retina é composta por células nervosas, responsáveis por levarem a imagem através dos nervos ópticos até o cérebro, para que ele as interprete.

Principais doenças oftalmológicas

Miopia



Essa doença faz com que as pessoas não consigam enxergar com clareza o que está distante, deixando uma sensação de que tudo está borrado, porém o que está próximo se enxerga normalmente. O grau de miopia afeta diretamente a distância em que se enxerga bem, pois se a doença estiver mais avançada, o paciente verá com clareza apenas os objetos que estivem a poucos centímetros dele.

Hipermetropia



O paciente com hipermetropia tem boa visão do que está longe, porém precisa esticar o braço para conseguir ler alguma coisa que estiver segurando ou se afastar do que quer ver melhor, por exemplo. É uma doença que tem como principal causa a hereditariedade e que pode ser corrigida com lentes de contato ou cirurgia a laser.

Astigmatismo



Diferente da miopia e da hipermetropia, o astigmatismo deixa o paciente com a visão toda borrada e distorcida, independente da distância. Essa doença pode afetar pessoas de qualquer idade e muitas vezes quem tem astigmatismo, também tem miopia ou hipermetropia. É possível fazer a correção com lentes de contato ou óculos.

Conjuntivite



Pode ser causada por reações alérgicas a cloro de piscina, maquiagem, fumaça, produto de limpeza ou também por vírus e bactérias, nesse caso ela se torna contagiosa através do contato direto com as mãos. Ela é uma inflamação da parte branca dos olhos e do interior das pálpebras e pode acometer os dois olhos e durar de uma semana a 15 dias. Os principais sintomas são: vermelhidão e sensação de areia nos olhos, secreção purulenta no caso da conjuntivite bacteriana ou esbranquiçada na do tipo viral. Quando o paciente acorda, geralmente as pálpebras estão grudadas. A fotofobia, dor ao olhar para a luz, também é comum. Higiene para controlar o contágio e colírios são os tratamentos mais indicados pelos médicos.

Prevenção



Primeiramente é necessário consultar um Oftalmologista com frequência, manter os exames de rotina em dia e, caso tenha alguma doença, cuidar para que ela não se agrave. Alguns hábitos devem estar presentes na nossa rotina, bem como outros precisam ser deixados de lado:

  • • Pacientes com a hipertensão arterial e diabetes, precisam se cuidar mais, pois ambas exigem exames oftalmológicos mais frequentes.
  • • Para quem trabalha por longos períodos em frente ao computador, manter uma distância segura da tela e também fazer pausas a cada hora para que não tenha a visão prejudicada.
  • • O uso de óculos escuro diariamente também é um grande aliado para se prevenir doenças oculares.
  • • Maquiagens vencidas ou compartilhadas também devem ser evitadas.
  • • Evitar o cigarro, pois ele compromete a circulação sanguínea da retina.
  • • Uma alimentação equilibrada e com grandes quantidades de alimentos antioxidantes, vitaminas A, E, D, zinco e luteína são importantes. Invista em: brócolis, ovos, ervilhas, espinafre, couve, etc.


Consulte sempre um médico.

Guia Médico