O especialista

O Mastologista é um profissional médico com especialização em Mastologia, tendo foco na prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças e alterações congênitas ou adquiridas das mamas, ou a elas relacionadas, que podem afetar homens e mulheres. A atuação do profissional engloba clínicas, consultórios, centros cirúrgicos e hospitais, podendo atuar na prevenção e orientação de pacientes, acompanhamento de tratamento e pós-cirúrgico.

O profissional médico deve adquirir o título de especialista em Mastologia após a conclusão do curso de Medicina. Para isso, deve atuar nas diversas áreas correlacionadas à especialidade, desenvolvendo habilidades para atuar em prevenção, diagnóstico e tratamento. Podendo atuar em setores públicos e privados, o Mastologista também pode exercer atividades acadêmicas, lecionando em universidades e desenvolvendo pesquisas relacionadas às doenças e alterações mamárias.

As Glândulas Mamárias

Anatomicamente, as mamas estão situadas próximas ao tórax, na parte anterior e superior. Os órgãos fazem parte do Sistema Reprodutivo devido à presença de glândulas responsáveis pela lactação, as glândulas mamárias. As mamas são formadas por tecido epitelial glandular, tecido conjuntivo e tecido adiposo, revestidos pela derme.
Nas mulheres, as mamas sofrem alteração de tamanho a partir da puberdade e em período gestacional e está relacionada à produção hormonal do estrógeno e progesterona, secretados pelos ovários.

Principais doenças tratadas pela Neurocirurgia

Fibroadenoma da mama

Se caracteriza por um tumor benigno que surge, geralmente, em mulheres mais jovens, com idade inferior a 30 anos. O nódulo não causa dor ou incômodo, sendo percebido apenas ao realizar autoexames ou mamografias. Durante os períodos menstruais, por causa da maior produção hormonal, seu tamanho pode ser aumentado e, na maioria dos casos, não progride para o câncer.

Cistos mamários

Na maioria dos casos, os cistos mamários são alterações benignas que consistem no acúmulo de líquidos, por isso podem ocasionar dor localizada ou sensibilidade na mama. Sua aparência é de uma bolha de água e, através de indicação médica, pode ser removida com procedimento simples de esvaziamento com agulha.

Mioma

O mioma é um tumor benigno composto basicamente por tecido muscular uterino que pode se desenvolver dentro ou fora do útero. Sua incidência é maior entre mulheres a partir dos 40 anos. Os hormônios progesterona e estrogênio influenciam no desenvolvimento dos miomas, podendo apresentar desconfortos nas mamas, menstruação irregular e dores abdominais, porém na maior parte dos casos não apresenta sintomas.

Prevenção

O Mastologista é geralmente indicado quando há diagnóstico prévio de doenças ou alterações relacionadas às mamas. Ao diagnosticar anormalidades mamárias ou herança genética que podem acarretar em tumores, o profissional atua na orientação e acompanhamento do paciente, bem como durante e após o tratamento.

Guia Médico